EXPERIÊNCIA DE FÉ E ESPERANÇA

Aconteceu na cidade de Taquaraçu de Minas, na paróquia do Santíssimo Sacramento, região metropolitana de Belo Horizonte / MG, do dia 06 a 20 de janeiro de 2008, a Santa Missão Popular Vicentina.

As Santas Missões Populares Vicentinas já acontecem a mais de 10 anos em território nacional promovidas pela iniciativa dos sete ramos da Família Vicentina regional de Belo Horizonte que em parceria congregam, padres, seminaristas e irmãos da Congregação da Missão, irmãs e vocacionadas da Companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, religiosos da Congregação dos Fraters de Nossa Senhora Mãe da Misericórdia e leigos e dos outros ramos que comungam do carisma e da espiritualidade de São Vicente de Paulo como a SSVP, Sociedade de São Vicente de Paulo, a AIC, Associação Internacional da Caridade, JMV, Juventude Marial Vicentina e MISEVI, Missionários Leigos Vicentinos.

A cidade recebeu missionários vindos de diversas cidades dos Estados de Minas Gerais  de São Paulo.

As Santas Missões Populares Vicentinas acontecem em três etapas. A primeira corresponde à pré-missão: esta acontece através do curso de missionários leigos vicentinos no 2º semestre de todos os anos apresentando um currículo simples, mas que favorece ao missionário uma base do conhecimento bíblico, do relacionamento em equipe, do diálogo inter-religioso e do ecumenismo e a compreensão da importância das diferenças religiosas e espirituais de que é composta a religiosidade popular. E por ultimo vem o anúncio da Missão: no decorrer do 2º semestre de 2007, a Paróquia do Santíssimo Sacramento recebeu a visita de um missionário, padre Raimundo João da Silva, CM que juntamente com o Pároco padre José Pedro Mol, realizou a organização e o anúncio do acontecimento das Missões em todas a comunidades da paróquia.

Nessa primeira etapa, destacaremos a importância da aceitação e da confiança que o pároco se dispôs a nos dar e a sua colaboração em forma de presença amiga, compreensão, muito ânimo e motivação. Para o povo, a notícia da Missão despertou a curiosidade e a expectativa da chegada dos missionários. Tudo isso contribuiu para que a Missão fosse realizada com sucesso.

A segunda etapa foi propriamente a Missão que iniciou no dia 06 de janeiro com a chegada dos missionários na praça da Matriz. Foram recepcionados pelo Pároco pe. José Pedro Mol e o povo de Taquaraçu, com canções regionais e queima de fogos.

Às 16 horas, o Arcebispo emérito de Belém do Pará, Dom Vicente Zico, CM, presidiu a celebração da Missa de abertura da Missão e envio dos missionários entregando a cada um deles uma cruz, o símbolo da Missão redentora de Jesus Cristo. Em seguida, o prefeito da cidade, Marcílio Bezerra da Cruz, entregou a chave da cidade ao Pe. Raimundo João da Silva, CM, demonstrando a aceitação, recepção, alegria e acolhida do povo de Taquaraçu de Minas aos missionários.

Milhares de famílias da região urbana e rural de Taquaraçu receberam a visita de missionários, até mesmo as famílias evangélicas e de outras religiões acolheram com carinho os visitantes. Nesse sentido tivemos diversos desafios, enfrentamos o indiferentismo religioso da parte de alguns, a falta de compromisso com a fé e a religião por parte de outros e diversos indicadores de problemas sociais que merecem a atenção tanto da Igreja como de todas as repartições públicas responsáveis por promover o bem estar do povo.

Em todas as comunidades foram realizados encontros com jovens, com crianças e com famílias, caminhadas, vias sacras, orações, partilhas e troca de experiências de fé. Assim, o povo se animou e se preparou para a festa de São Sebastião e para o encerramento da Missão que aconteceu com uma caminhada onde o povo de Taquaraçu e os missionários carregaram o andor de São Sebastião, de São Vicente de Paulo e o Cruzeiro da Missão que foi fincado na praça ao lado da Igreja Matriz.

Finalizamos a segunda etapa da Missão Popular Vicentina em Taquaracu de Minas com uma avaliação da qual extraímos significativas propostas para a Igreja local e para a Pós-Missão que compreende a terceira etapa; um trabalho de formação para as lideranças leigas e para o povo da paróquia do Santíssimo Sacramento.

Queremos finalizar com as palavras do Padre. José Pedro Mol que disse: “Taquaraçu de Minas não será mais a mesma depois das Santas Missões Populares Vicentinas”.

Que São Vicente de Paulo e Nossa Senhora das Graças, nos ajudem e nos dêem mais ousadia e esperança nessa caminhada missionária.

Pe. Raimundo João da Silva, CM e Sem. Vanderlei dos Reis