41ª ASSEMBLEIA GERAL DA CONGREGAÇÃO DA MISSÃO

Visite o site oficial: www.cmglobal.org/es/asamblea-general/


Dia 03/07/2010 – 6º dia – Festa de São Tomé

A Celebração Eucarística foi presidida pelo Emm.º Sr. André VINGT-TROIS, Cardeal Arcebispo de Paris, às 9 horas, na Capela São Vicente de Paulo.

Às 10 horas, no Auditório da Cúria Geral das Filhas da Caridade, as atividades começaram com a projeção de um vídeo no qual são apresentados testemunhos de alguns dos muitos beneficiários e o histórico da Obra Social com portadores da lepra na Índia. O projeto é desenvolvido e patrocinado pela Vicentian Institute for Social Action (VISA) da Província Leste dos USA.

Pe. Gabriel NARANJO SALAZAR, moderador do dia, informou que o Pe. Arkadiusz ZAKRETA, visitador da Polônia, retornou ao seu país por questões de saúde, possível diagnóstico de apendicite. Comunicou, também, que sobre a mesa da presidência da Assembleia encontrava-se duas lembranças oferecidas aos assembleístas pelo Pe. Daniel Arturo VÁSQUEZ ORDÓÑEZ em nome da Província da Colômbia e da CLAPVI. Relembrou aos presentes da importância de manter os aparelhos eletrônicos desligados evitando-se as interferências no sistema de tradução simultâneo e que os trabalhos deste dia seriam desenvolvidos em menor espaço de tempo (até às 12h45), porém de grande importância e intensos. Passou-se à leitura e aprovação da ata com pequenas correções.

Pauta dos trabalhos:

1. Voto Indicativo para Superior Geral 
2. Leitura, discussão e encaminhamentos da Síntese da primeira semana da Assembleia. 
3. Avaliação dos trabalhos da primeira semana da Assembleia.

O Diretório para a 41ª Assembleia Geral (2010) determina noartigo 37, capítulo X “Eleições” – A. A eleição do Superior Geral:

§ 1  –    Uma vez que este Diretório seja aprovado, a lista alfabética dos mais mencionados, sem a informação dos votos obtidos, será distribuída aos assembleísta, ao final da Assembleia, com uma breve biografia de cada candidato.
§ 2  –    A Comissão Central organizará um voto indicativo, no qual cada delegado poderá indicar três nomes em ordem de preferência. Estes nomes se poderão tomar da lista que foi apresentada, mas se poderá nomear também a outros membros da Congregação.
§ 3  –    Os escrutinadores da Assembleia estabelecerão uma lista com o nome dos candidatos segundo o número de votos obtidos (utilizando o mesmo sistema de pontos do voto indicativo).
§ 4  –    Depois de ter dialogado com os possíveis candidatos, o Superior Geral apresentará a lista daqueles que obtiveram o maior número de votos (sem precisar o número). Esta lista pode conter até 10 nomes.

Lembramos para maior clareza o artigo 36 do Diretório:

§ 1  –    A Comissão  Preparatória da Assembleia Geral enviará ao menos seis meses antes da Assembleia uma carta dirigida a todos os Visitadores de toda a Congregação, solicitando-lhes que, de acordo com seu Conselho e depois de ter consultado aos coirmãos que eles estimem conveniente, indiquem três candidatos possíveis para o ofício de Superior Geral em ordem de preferência, dentro dos dois meses seguintes. A Comissão Preparatória tem que manter o segredo sobre o conteúdo desta consulta.
§ 2  –    A Comissão Preparatória, de acordo com as respostas recebidas, elaborará uma lista com todos os nomes obtidos. Os votos serão contabilizados: primeira preferência = 3 pontos, segunda preferência = 2 pontos, terceira preferência – 1 ponto.
§ 3  –    A Comissão Preparatória apresenta a dita lista ao Superior Geral que consultará aos mais mencionados se tem alguma razão grave para não aceitar (cf. Const. 96).

Feita a eleição os assembleístas retiraram-se do plenário para o intervalo e logo após trabalhos em Grupos Linguísticos. Os objetivos do Trabalho em grupo foram três:

1. Apresentar nomes para a Comissão de Estatutos (cf. Diretório, 33, § 3. Ver notícias do dia 1º de julho)
2. Estudo do Documento de Síntese – Primeira Semana.
3. Avaliação da 1ª Semana da Assembleia.

Terminados os trabalhos em Grupos todos se dirigiram à Maison Mère da Congregação da Missão para o almoço e tarde livre.

Felicitamos aos nossos Coirmãos Pe. Norbert ENSCH (Visitador) e Pe. Andreas MULLER (delegado) pela incontestável vitória da seleção da Alemanha sobre a seleção da Argentina. Aos nossos coirmãos Sul Americanos Pe. Juan Carlos GATTI OCTAVIEN (visitador) e Pe. Guillermo Daniel ROSALES BRIZUELA (delegado) los nuestros sentimientos. No entanto, continuam felizes, pois a Província Argentina continua na Copa do Mundo de Futebol (2010) através da Seleção do Uruguai. A seleção do Paraguai a pouco deu adeus à competição. Parabéns, também, aos Coirmãos da Espanha. Não vou mencioná-los pois são muitos.