CONGREGAZIONE DELLA MISSIONE

CURIA GERALIZIA

 

Via dei Capasso, 30
Tel. (39) 06 661 3061

00164 Roma – Italia
Fax (39) 06 666 3831

e-mail: cmcuria@cmglobal.org

 Roma, 18 de março de 2009

 

A todos os membros da Congregação da Missão

Tempo Forte (2 a 7 de março de 2009) Circular

Caríssimos Coirmãos,

A graça e a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo encham seus corações agora e sempre!

Apresento as notícias de nosso encontro de Tempo Forte celebrado em Roma entre 2 e 7 de março. Recebemos como convidada a equipe da Central de Solidariedade Vicentina: o Irmão Peter Campbell, Diretor até agora, e o novo Diretor, o Pe. Miles Heinen, com o Sr. Scott Fina, Diretor adjunto. Estiveram também presentes os três Visitadores do Oeste dos Estados Unidos, que nos falaram do processo de reconfiguração que estão realizando. Em uma das reuniões recebemos o Pe. John Freund, encarregado da página “web” da Famvin. A reunião sobre formação permanente foi orientada pelo Pe. Luigi Mezzadri com o tema “As mulheres que ajudaram São Vicente a crescer em santidade”.

1- O 350º aniversário da morte dos nossos Fundadores. O coordenador do Comitê Executivo Internacional, Pe. Kapusciak, nos apresentou um relatório completo. Repassamos cada um dos relatórios das distintas comissões que haviam se apresentado na reunião dos líderes da Família Vicentina, em Madri. Naquela reunião se decidiu que o dia 27 de setembro deste ano será o começo de um Ano Jubilar que se estenderá até 27 de setembro de 2010. O Superior Geral escreverá uma carta em maio para explicar os pormenores. Existem dois Comitês de Celebração: um se encarregará de preparar a Eucaristia na Catedral de Paris, na véspera da festa de Santa Luísa de Marillac, e a do dia seguinte, dia da festa, na Rue du Bac; o outro Comitê preparará a celebração da festa de São Vicente de Paulo em Roma, na Basílica de São Pedro, no dia 27 de setembro. Mais adiante serão dados os pormenores de ambas as celebrações.

Um dos projetos do Comitê de Herança foi a apresentação de 12 temas, um para cada mês, sobre os diferentes aspectos da espiritualidade vicentina. O Comitê de Projetos apresentou vários projetos e a Família Vicentina aprovou um micro-programa de créditos para o Haiti. Cada Conselho dos diferentes ramos da Família Vicentina opinará sobre este projeto proposto. Como membros da Congregação da Missão, nosso Conselho decidiu aceitar o projeto piloto para o Haiti como projeto que envolverá a participação de toda a Família Vicentina em todo o mundo. Os pormenores do projeto estão sendo formatados pelo Comitê de Projetos. Mais adiante se ampliará esta informação.

O Comitê de Secretariado propôs um livro sobre a vida e a presença da Família Vicentina no mundo. Este projeto foi aprovado e o contrato será assinado mais adiante. O Comitê de Secretariado propôs uma “janela” sobre o aniversário em nossa página “web” da Famvin. O tema e o “logo” do aniversário serão decididos um pouco mais à frente. Revisamos também o relatório do Comitê de Finanças para o 350º aniversario, que aprovou os orçamentos que as diferentes comissões apresentaram.  Até agora, o financiamento do 350º aniversário está sob responsabilidade principalmente da Cúria Geral das Filhas da Caridade e da Congregação da Missão

2- O Superior Geral e seu Conselho tiveram um encontro final com os Visitadores da Região Ocidental dos Estados Unidos sobre a reconfiguração das Províncias. Revimos as atividades das diferentes forças envolvidas no processo de reconfiguração, totalizando sete comissões. Em 2010 serão celebradas uma reunião e uma Assembléia Provincial em que estará presente o Superior Geral. A reunião se realizará de 22 a 24 de janeiro; e a Assembléia, de 25 a 27 de janeiro em Santo Antonio, Texas. O nome oficial da nova província será “Western Province” (Província Ocidental). Ela será presidida por um Visitador, um Assistente em tempo integral e quatro Conselheiros. O endereço da página “web” da reconfiguração é www.westernprovince.org. A página da Província Ocidental será a mesma da província atual de Saint-Louis:  www.vincentian.org.  Durante este Tempo Forte, o Superior Geral e seu Conselho nomearam como novo Visitador da Província Ocidental o Pe. Perry Henry, que nomeará seu Assistente e iniciará o processo de consultas para os Conselheiros e para a preparação da reunião e da Assembléia Provincial de janeiro. O Pe. Perry será oficialmente o novo Visitador no dia 25 de janeiro de 2010 e concluirá seu mandato em junho de 2013.

3- Nas circunstâncias em que se encontra a economia, não é freqüente deparar-se com boas notícias. Como muitos sabem, os investimentos da Cúria que dependem da Bolsa de Valores, em boa parte, foram afetados, como outras pessoas ou instituições. Mas a notícia agradável consiste na abertura de um novo projeto, com o respaldo dos investimentos proporcionados por uma fundação. O Pe. Gouldrick, ecônomo geral, conseguiu um projeto de administração de dinheiro para a Missão com a esperança de que, uma vez em funcionamento, ajude os ecônomos provinciais das distintas regiões da Congregação, espalhadas pelo mundo.

4- Recebemos também a visita dos encarregados da Central de Solidariedade Vicentina: o Pe. Miles Heinen, novo Diretor, e o Sr. Scott Fina, Diretor Adjunto. Vieram acompanhados do Irmão Peter Campbell, fundador, que nos fez um resumo da história da Central de Solidariedade Vicentina nos seus sete anos: de 1° de janeiro de 2002 a 31 de dezembro de 2008. A Central de Solidariedade Vicentina realizou 109 projetos; financiou, levando em conta os 56 micro-projetos, algo em torno de quase quatro milhões de dólares. Peter nos informou das porcentagens dos ajudados na Congregação: 37% foram países da África; 26% países da Ásia; 24% países da América Latina; 12% países do Leste Europeu e um pouco menos de 0,5% países da Oceania. No total, 43 Províncias ou missões internacionais foram atendidas pelo Fundo de Solidariedade Vicentina. Destas 43, foram beneficiadas 29. Evidentemente, gostaríamos de animar os outros países para que aproveitem dos serviços que a Congregação está administrando com a finalidade de poder preparar-se melhor para servir suas respectivas missões.

As últimas estatísticas que Peter nos disse foram que 63% do fundo conseguido foram destinados a atividades de apostolado da Congregação da Missão, 35% para formação inicial e para a promoção vocacional, um pouco menos de 2,5% para as atividades internas provinciais. Peter deixou claro que a Central de Solidariedade Vicentina não se dedica somente a projetos de capital, mas também contribui para a promoção direta de serviços ao Pobre, insistindo, mais uma vez, em que a maior parte dos fundos vá para projetos de apostolado. Muitas vezes, o Conselho e eu mostramos nossa gratidão a Peter por estes sete anos de serviço. Agora quero fazê-lo publicamente nesta circular do Tempo Forte. Obrigado, Peter.

Ao relatório de Peter se seguiu o do Pe. Miles Heinen. Desde o Tempo Forte de dezembro, na Central de Solidariedade Vicentina foram aceitos sete novos projetos e duas doações de micro-projetos. Obtiveram fundos integrais ou parciais para 9 projetos, vários dos quais já haviam sido iniciados anteriormente. Foi-nos informado que o fundo superou os quatro milhões de dólares. Desde que a Central do Desenvolvimento Internacional se uniu à Central de Solidariedade Vicentina, o P. Miles e o Sr. Fina estão promovendo um bom número de projetos interessantes, aproveitando o fato de que estão mais comprometidos em buscar fundos. Estou seguro de que as diferentes Províncias ou Vice-Províncias, bem como as missões e os outros ramos da Família Vicentina receberam notícias do novo Diretor sobre como cooperar com este projeto baseado na solidariedade em favor dos Pobres nas províncias da Congregação da Missão. Uma vez mais os animo a visitar a página “web”www.famvin.org/vso. Se precisarem de entrar em contacto com o Pe. Miles Heinen ou se precisarem de informações, podem fazê-lo em cmvso@yahoo.com

5- Recebemos um relatório do delegado para a Família Vicentina, o Pe. Manuel Ginete. Fez-nos um resumo da reunião de líderes da Família Vicentina Internacional que foi realizado em Madri, Espanha, de 30 de janeiro a 1º de fevereiro. A reunião foi organizada pela coodenação da Família Vicentina, mas foi totalmente custeada pela Província da Congregação da Missão de Madri, pelas duas Províncias madrilenhas das Filhas da Caridade e pelo secretariado internacional da Juventude Marial Vicentina que nos acolheram como convidados. Ficamos muito agradecidos a todos eles pelo imenso trabalho que realizaram e pela hospitalidade com que atenderam os 25 participantes vindos de 11 diferentes ramos da Família Vicentina. O grupo convidado foi o dos “Fráteres da Misericódia” representados nesta reunião pelo Fráter Vigário Geral. A agenda foi variada e incluiu relatórios sobre os planos para a celebração do 350º aniversário da morte de nossos Fundadores. Falou-se da Reunião dos Jovens da Família Vicentina em Madri, em 2010. Formou-se uma comissão para preparar esta reunião e Yasmine Cajuste, Presidenta Internacional de JMV, foi encarregada da tarefa de convocar o grupo. O tema para a festa de São Vicente este ano estará relacionado com o 350º aniversário.

O Pe. Ginete nos deu também uma informação atualizada sobre a sessão continental de líderes vicentinos e conselheiros da Mudança de Estruturas, que se realizou na Cidade do México de 15 a 21 de fevereiro. Participaram 143 assistentes de 17 países da América latina, do Caribe e dos Estados Unidos. A reunião teve uma dupla finalidade: Aprofundar a liderança dos conselheiros ou moderadores da Família Vicentina e promover a Mudança de Estruturas.

Informou também sobre a Assembléia Internacional de AIC que se realizou na Cidade do México depois da reunião mencionada anteriormente. O título desta Assembléia foi: “Mudar o mundo… nós, as mulheres, podemos”. Vieram126 assembleístas representando 29 países. A nova Presidente da AIC Internacional é Laurence de la Brosse, francesa, que sucede a Marina Costa, italiana. Uma palavra de felicitação para Marina por todo o bom trabalho que realizou, especialmente unindo a AIC com muitos dos Ramos da Família Vicentina. Nossa oração pela nova Presidente Internacional, Laurence. O Pe. Ginete informa que a AIC está toda comprometida com a Mudança de Estruturas. Cadernos de formação sobre essa Mudança estão sendo distribuídos desde meados de 2007.  Elas têm usado o modelo da Mudança de Estruturas em sua própria organização.

Nos próximos meses o Pe. Ginete irá ao 5º Encontro da Família Vicentina que acontecerá nos Estados Unidos, em Detroit, Michigan. Participará também na sessão continental para líderes vicentinos e conselheiros da Mudança de Estruturas em Brasília, Brasil, em junho, e participará da sessão continental em Yaoundé, Camarões, em julho, assim como da sessão continental para a Ásia, na Tailândia, em novembro.

6- Reunião com o encarregado da página “web” famvin.org. Revimos a relação da página “web” com a Congregação da Missão e com outras páginas “web” individuais da Família Vicentina. Revisamos o desenvolvimento desigual entre os sites da famvin.org, assim como o seu financiamento, com a esperança de reduzir sua dependência da Cúria. Falamos sobre como melhorar a página “CM Global”, deixando claro quem é responsável por cada coisa e os meios para pôr informações nessa página. Outros assuntos repassados foram a página “web” para a Assembléia Geral de 2010 e a do 350º aniversário. Coloco aqui os endereços de duas páginas que estão sob a responsabilidade da Cúria Geral. São: famvin.org em inglês, espanhol e francês, ecmglobal.org que aparece também nas três línguas oficiais da Congregação. Esta última trata sobretudo de assuntos próprios da Congregação da Missão.

7- Analisamos os relatórios das diferentes Conferências de Visitadores. Quero sublinhar um assunto discutido na Conferência Nacional dos Visitadores dos Estados Unidos. Como já sabem, eles projetam traduzir a correspondência completa de São Vicente de Paulo, um projeto que já leva mais de 30 anos e que produziu quase 13 volumes. Foi-nos informado que eles têm um depósito com quase 30.000 cópias dos diferentes volumes e que a demanda diminuiu bastante. Aproveito esta ocasião para fazer um pouco de propaganda em nível internacional. Eles esperam que o 350º aniversário da morte de São Vicente e Santa Luísa seja uma boa ocasião para promover este material que nos ajudará a aprofundar as raízes da espiritualidade vicentina.  Portanto, se existem províncias de língua inglesa (ou mesmo que não sejam de língua inglesa), que desejem comprar estes 13 volumes da correspondência de São Vicente de Paulo, entre em contato com a Cúria Geral por meio do Pe. Gregory Gay e/ou com o Pe. Andy Bellisario, Visitador da Província Ocidental e Diretor das Irmãs, emaebcm@att.net, ou com Irmã Marie Poole poolesrm@doc.org, ou com Irmã Ann Mary Doughertydoughertysra@doc.org.

8- Continuando com os relatórios das Conferências de Visitadores, falamos muito sobre as missões internacionais e os voluntários para missões “ad gentes”. A Missão internacional de El Alto, Bolívia, receberá a visita do Assistente Geral Pe. José María Nieto entre o fim de abril e princípios de maio de 2009. A Missão internacional de Papua-Nova Guiné tem agora uma equipe de quatro membros; os dois mais novos são o Pe. Justin Eke, da Província da Nigéria, e o Pe. Vladimir Malota, da Província da Polônia, chegado mais recentemente. Um pouco mais adiante, ainda este ano, se unirá a eles um voluntário leigo do grupo MISEVI das Filipinas, Marlon Padilla. Vou visitar a Missão internacional de Papua-Nova Guiné em julho deste ano. Temos pouca informação sobre nossa Missão nas Ilhas Salomão. O Pe. José Antonio Ubillús, Assistente de Missões, os visitará no início de julho. Neste Tempo Forte recebemos correspondência de nove Coirmãos que se ofereceram como voluntários para as missões “ad gentes”. Um desses voluntários já está na Missão, três estão esperando colocação e aos outros lhes foi pedido que esperem para saber para onde serão mandados, dentro de pouco tempo.

9- O ponto final é que o Vigário Geral, Pe. Josef Kapusciak, acompanhado do Pe. José María Nieto, me representará na próxima reunião geral de superiores. O tema que será tratado é: “Mudanças Geográficas e Culturais nos Institutos de Vida Consagrada … Desafios e Perspectivas”. A Congregação necessita encontrar modelos, porque a vida consagrada está se tornando mais multicultural que a sociedade que a circunda. O Governo dos Institutos Religiosos busca caminhos novos para promover não somente um equilíbrio cultural mas também a unidade e a comunhão. Esta situação produz problemas novos para a inculturação do carisma e da formação. Espero poder informá-los mais adiante sobre estes temas tão interessantes e necessários.

Aproveito esta oportunidade para lhes desejar uma boa experiência quaresmal, no que resta da quaresma, e uma alegre celebração da Ressurreição de Cristo. Que cada um de vocês tanto como pessoa e como comunidade local, e as Províncias ou Vice-Províncias sejam renovados no espírito de Jesus Cristo Ressuscitado.

Seu irmão em São Vicente

G. Gregory Gay, C. M.,

Superior Geral