Free songs

Circular do Tempo Forte – Junho 2009

1 de maio de 2014
VOLTAR

CONGREGAZIONE DELLA MISSIONE

CURIA GENERALIZIA

Via dei Capasso, 30
00164 Roma – Italia
Tel. (39) 06 661 3061
Fax (39) 06 666 3831
e-mail: cmcuria@tin.it

9 de julho de 2009

A todos os membros da Congregação da Missão

Circular do tempo forte (22-27 de junho)

Caríssimos Coirmãos,

A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo encha seus corações agora e sempre!

Temos que começar a viver com sentido de responsabilidade, identificando-nos com toda a comunidade da terra, assim como com nossas comunidades locais. Somos ao mesmo tempo cidadãos de nações diferentes e do mesmo mundo em que o local e o global se unem. Todos participamos da responsabilidade do bem-estar presente e futuro da família humana e da vida mais ampla do mundo. O espírito de solidariedade humana e de parentesco com toda a classe de vida vai se reforçando quando vivemos reverencialmente o mistério do ser, a gratidão pelo dom da vida a e a humildade ao ver nosso lugar em relação toda classe de vida na natureza.

Carta da terra.

Gostaria de apresentar para leitura e reflexão de vocês alguns dos assuntos importantes que tratamos em nossa recente reunião do Tempo Forte.

1. A primeira parte da reunião foi dedicada à nossa formação permanente, dirigida por nosso Visitador da Eritréia (Província de São Justino de Jacobis), que partilhou conosco as atividades de sua Província.

2. Depois, dedicamos muito tempo a falar da preparação da Assembleia Geral. A Comissão Preparatória da Assembleia de 2010 esteve presente na Cúria antes do Tempo Forte e revisou o diretório da Assembleia e também o calendário que seguiremos durante as três semanas em que trabalharemos em Paris. Propusemos nomes para a Comissão de Postulados e de Comunicação. Ao mesmo tempo elegemos 4 apóstolos da Congregação que formem um painel sobre os distintos ministérios: o serviço dos Pobres, as Missões populares, a formação do Clero e a formação do Laicado. A apresentação desse painel será precedida por um vídeo sobre distintos ministérios criativos da Congregação neste momento. Também escolhemos os Coirmãos, um para cada uma das línguas oficiais da Congregação, que cuidarão de sintetizar os temas durante a Assembleia. Nomeamos um coordenador para a Comissão de Atividades Recreativas e Sociais e preparamos a lista de possíveis tradutores para a tradução simultânea e a produção escrita da Assembleia. Divulgaremos os nomes destes Coirmãos mais tarde, logo que tenham aceitado encarregar-se das distintas atividades.

3. Atualizamos o relatório sobre a celebração dos 350 anos da morte de São Vicente e Santa Luísa. Entre outras coisas, com relação aos 350 anos, aprovamos uma contribuição de 25.000 dólares estado-unidenses anuais durante os próximos cinco anos, para formar um fundo com que apoiar o projeto que a Família Vicentina realizará em Haiti, concedendo créditos de microfinanciamento. Essa é a quantidade com que nós contribuiremos.

O Secretário Geral, que faz parte da Comissão do Secretariado para os 350 anos, informou-nos sobre o livreto que se preparou para celebrar esse aniversário, com imagens atualizadas de São Vicente e santa Luísa, representando todos os membros da Família Vicentina do mundo. Informou-nos também sobre o trabalho que se fez na “janela” para a Família Vicentina. Animamos cada ramo da Família que não deixe de conectar-se com essa página nas três línguas oficiais.

4. Recebemos uma comunicação sobre a reconfiguração de três Províncias dos Estados Unidos que formarão a Província Ocidental. Começando dia 1 de julho, o Pe. Perry Henry (da Província do Sul/Dallas) e sua equipe se encarregarão de coordenar as tarefas de transição para que, no dia 25 de janeiro, se torne efetiva a nova Província Ocidental. Nesta etapa, o Superior Geral nomeou o Assistente Provincial e os membros dos quatro Conselhos; o Assistente é o Pe. Mark Pranaitis (da Província do Centro-Oeste/Saint Louis) e os membros do Conselho são os Pes. Dick Benson (da Província do Oeste/Los Angeles), Tom Stehlik (da Província do Sul/Dallas ), Pat McDevitt (da Província do Centro-Oeste/Saint Louis) e Jim Cormack (da Província do Centro-Oeste/Saint Louis).

5. Recebemos um relatório do Pe. Julio Suescun, Diretor de Vincentiana, sobre a evolução da revista desde o início até hoje. O Conselho pediu ao Pe. Julio que inclua esse relatório documentado num dos próximos números de Vincentiana, dado seu interesse e seu valor histórico.

Decidimos manter Vincentiana como uma forma de estimular o carisma vicentina e a reflexão sobre ele. O diretor preparará números especiais que tratem de temas que afetem toda a Coirmão ou alguma de suas Conferências de Visitadores. A frequência de Vincentiana mudará de seis para quatro volumes cada ano. Continuará sendo publicada nas três línguas oficiais. Para isso, mais uma vez, animamos os Coirmãos para que nos ajudem na tradução dos textos para as línguas oficiais. A maior dificuldade é a tradução para o francês. Se há algum Coirmão que saiba traduzir para o francês os documentos que estejam escritos em inglês, espanhol ou alguma outra língua, que faça o favor de oferecer-se para os serviços de Vincentiana. Continuaremos colocando Vincentiana na Internet, além de publicá-la como revista.

6. Recebemos o relatório do Pe. Alfredo Becerra, que foi oficialmente encarregado de acompanhar os assuntos de Justiça, Paz e Integridade da Criação, uma organização estabelecida pela União de Superiores Gerais. Para informação de vocês, em 2008 a Congregação da Missão aderiu à declaração dos direitos da criança, preparada pela Central Católica Internacional da Infância. A comunicação desta declaração foi enviada ao Conselho de Direitos Humanos e  publicada na página oficial da Alta Comissão das Nações Unidas. Também em 2008 respondemos  um questionário sobre ecologia que visava construir um banco de dados sobre como as comunidades religiosas contribuem para promover a integridade da criação, em seus países.

Em 2009, com a aprovação do Superior Geral, subscrevemos, como Congregação, a declaração das organizações de inspiração cristã e de outras crenças em relação ao apelo para a segurança da alimentação e os desafios da mudança climática. Também em 2008, depois de ter consultado os membros do Conselho Geral, o Superior Geral autorizou a adesão da Congregação ao chamado pela mobilização mundial em favor das crianças, recordando o 20º aniversário da decisão das Nações Unidas sobre os direitos das crianças.

Finalmente, o Superior Geral autorizou o envio de uma série de documentos ao presidente da Conferência de Visitadores da África e de Madagascar (COVIAM), sobre o instrumentum laboris do Sínodo para a África. Aproveito esta oportunidade para agradecer ao Pe. Alfredo por ter cumprido essas responsabilidades, que serviram para manter o Superior Geral e seu Conselho ligados com o mundo da justiça e da paz e que foram benéficas para a Congregação em nível internacional.

7. Tratamos de vários assuntos financeiros. Fizemos a distribuição do Fundo para as Missões para 2009. Devido à crise financeira pela qual o mundo está passando e que também nos afetou neste ano, não pudemos distribuir tanto como no ano passado. Houve uma redução de 25% na quantidade disponível para ser distribuída. Assim mesmo, entretanto, pudemos acudir a todas as Províncias necessitadas, com certeza não provavelmente na quantia de que precisam, mas sim com uma quantidade significativa que as ajude a cobrir os custos de seu crescimento, os gastos da formação permanente, da formação inicial e do cuidado dos Coirmãos idosos, assim como suas necessidades missionárias.

Em relação à economia, revisamos o Estatuto 101, que trata da contribuição das Províncias para a manutenção da Cúria Geral. Esperamos que na Assembleia Geral possamos dialogar sobre este tema de forma que as Províncias aconselhem o Superior Geral.

8. O Pe. Miles Heinen, Diretor da Central de Solidariedade Vicentina (VSO) informou-nos sobre seu trabalho. Depois de nossa última reunião de Tempo Forte em março, a Central de Solidariedade Vicentina recebeu nove projetos novos e duas doações para o projeto de microfinanciamento. O Superior Geral e seu Conselho aprovaram a contratação de um novo membro para a equipe da Central de Solidariedade Vicentina a partir de setembro deste ano.

9. O Pe. Manuel Ginete, delegado do Superior Geral para Família Vicentina, apresentou seu relatório ao Superior Geral e seu Conselho. Informou-nos sobre sua viagem para a reunião da Família Vicentina em Plymouth, Michigan, que tratou das mudanças de estruturas, embora essa não tenha sido precisamente uma sessão continental para tratar desse assunto. Enfocaram-se as formas de tratar as distintas necessidades dos Pobres “urbanos”, principalmente como conseqüência da crise econômica. Muitos dos assuntos tratados foram de economia e sociologia mas orientados a partir de uma visão vicentina, para responder às necessidades dos Pobres e para ajudar a ver o método da análise de sistemas de estruturas como o caminho mais efetivo. Participou um total de 123 pessoas, representando 12 ramos distintos da Família Vicentina.

O Pe. Ginete também nos informou sobre a sessão continental para líderes vicentinos e assessores realizada sobre o tema da mudança de estruturas, de 10 a 14 de junho, no Brasil. Na sua opinião, esta sessão foi muito boa pelo nível de preparação e pela maneira como foram dirigidos os  trabalhos e pela resposta dos participantes. Foi uma manifestação da vitalidade e do dinamismo da Família Vicentina em seu conjunto no Brasil e do compromisso dos distintos ramos com o carisma e a missão. No total participaram 114 congressistas representando 11 ramos da Família Vicentina.

As próximas atividades do Pe. Ginete serão nos Camarões, para assistir ao seminário da Associação Internacional de Caridades (AIC), para assistir à sessão continental dos líderes da Família Vicentina na África e para representar o Superior Geral da Conferência de Visitadores na África, depois da sessão continental.

Muito obrigado aos membros da Comissão para a Promoção de Mudanças de Estruturas que participaram nestas sessões continentais.

10. O Superior Geral e seu Conselho nomearam oficialmente o Pe. Hugh O’Donnell como representante  da Congregação da Missão no Conselho de Administração da DePaul Internacional. Este posto foi ocupado até agora pelo anterior vice-Visitador da Vice-Província de São Cirilo e Metódio, o Pe. Paul Roche. Quero aproveitar esta oportunidade para agradecer ao Pe. Hugh O’Donnell por ter aceitado esta responsabilidade e ao Pe. Paul Roche  por seu serviço generoso durante anos, que contribuiu para que este ramo da Família Vicentina adquirisse força e vivesse com mais profundidade o carisma de serviço dos Pobres.

11. Nos relatórios da equipe do Centro Internacional de Formação (CIF), revisamos uma série de datas para 2010. Haverá uma sessão para os Irmãos de 9 de abril a 4 de junho. Mais adiante daremos mais informação sobre esta promoção. A sessão ordinária do CIF será 3 de setembro a 27 de novembro. Em 2011, teremos a sessão de Herança Vicentina de 29 de abril a 28 de maio e a sessão ordinária de 2 de setembro a 26 de novembro.

A equipe do CIF espera organizar outra sessão sobre liderança em 2011, provavelmente em junho ou julho. Será dirigida principalmente para membros das equipes dos seminários.

12. O relatório seguinte apresentado pelo Superior Geral foi o do nosso representante como Organização Não-Governamental (ONG ) nas Nações Unidas. O Pe. Joseph Foley enviou informações sobre as atividades de dois dos Comitês das ONGs: o grupo de trabalho ecumênico e o comitê sobre imigração. Ao mesmo tempo mandou-nos algumas informações sobre a forma como as Nações Unidas estão enfrentando a crise financeira global. Também falamos de uma de suas sugestões sobre a melhor forma de cooperação entre nós como ONG e a Família Vicentina, particularmente com as Filhas da Caridade.

No dia 5 de junho, as Nações Unidas celebraram o dia do ambiente global. O tema deste ano foi: seu planeta precisa de você: unam-se para combater a mudança climática. O tema reflete a urgência de que os países se ponham de acordo sobre o que fazer em relação à mudança do clima para a reunião de dezembro em Copenhagen.

A Comissão de Justiça e Paz e Integridade da Criação, da União de Superiores Gerais em Roma, apresentou um serviço de oração e uma publicação, sugerindo ações concretas por ocasião da reunião de Copenhagen. O desenvolvimento do mundo é alarmante, pois os padrões de economia de consumo estão conduzindo ao colapso das fontes naturais.

Uma nota adicional: o livro “Sementes de Esperança” (Seeds of Hope), preparado pela Comissão para a Promoção de Mudanças de Estruturas, pode ser adquirido não só em inglês e em espanhol mas também em francês, graças à generosidade das Filhas da Caridade. O livro pode ser conseguido em francês, entrando-se em contato com a Rue du Bac ou com a Comissão para a Mudança de Estruturas.

13. O Conselho reviu o relatório do Pe. John Freund, encarregado da página “web”  da Família Vicentina. Seu relatório focalizou sobretudo a página cmglobal.org  da Congregação da Missão, acrescentando que as informações básicas e os documentos sobre a Congregação da Missão já estão nas três “janelas”. O Conselho Geral pediu ao Pe. Freund que continue pondo Vincentiana na página “web” para facilitar o acesso a ela pelos distintos visitantes de Internet. Ao mesmo tempo, em seu relatório, o Pe. Freund falou de possíveis atividades durante a Assembleia Geral de 2010. O Conselho Geral pediu a presença do Pe. Julio Suescun e do Irmão Adam  na Assembleia Geral em Paris, para se encarregarem desta página na Internet e lhes pediu que permaneçam em contato constante com o Pe. Freund nos Estados Unidos, para promoverem a Assembleia Geral inclusive antes de seu início em junho.

14. Em seguida, o Conselho estudou as notas e os relatórios das diferentes Conferências de Visitadores, e, ao mesmo tempo, anunciou que os presidentes das Conferências de Visitadores e de  Províncias tiveram uma reunião com o Superior Geral e seu Conselho no dia 29 de junho. Cada uma das Conferências falou de seus pontos fortes e fracos e também de suas principais preocupações no campo da reconfiguração de Províncias e sobre os distintos projetos de colaboração. Também foram revistos os diversos compromissos que as Conferências assumiram na Assembleia Geral de 2004. Houve intercâmbio sobre as propostas da Comissão de Estatutos para o tema das Conferências de Visitadores e falamos dos distintos escritórios da Cúria Geral que estão a serviço da Congregação da Missão.

15. Depois, estudamos os relatórios das missões internacionais. O Pe. José María Nieto  informou-nos sobre sua visita à Bolívia de 2 a 12 de maio. Comprometemo-nos a permanecer na Bolívia, embora tenhamos que modificar o trabalho na missão de El Alto, devido à redução de pessoal. Decidimos que um dos voluntários que responderam ao apelo pelas missões começará seu trabalho em El Alto, na Bolívia, em setembro de 2009. É o Pe. Aiden Rooney, Coirmão da Província do Leste/ Filadélfia nos Estados Unidos.

16. Pelo relatório de nossa missão em Papua-Nova Guiné, soubemos que o Pe. Rolly Santos, Superior da missão, foi eleito unanimemente como secretário geral da Conferência dos Bispos de Papua-Nova Guiné e Ilhas Salomão. O Pe. Justin Eke, da Nigéria, também está nessa missão, trabalhando na equipe do seminário e ensina a teologia no Instituto Teológico em Port Moresby. O Pe. Vladimir, último membro chegado para a equipe, trabalha no território missionário de Woitape e o Pe. Homero é o pároco da paróquia de Bomana. Estes missionários pedem que tornemos a animar a participação em missões internacionais principalmente para o seminário e a estação missionária da área de Papua-Nova Guiné.

17. Recebemos bastante correspondência do Superior da missão internacional das Ilhas Salomão, Pe. Greg Walsh. O mais importante foram as atas do encontro em que se falou de sua visão da Congregação da Missão naquelas Ilhas, incluindo o futuro dos candidatos que estão pedindo para entrar na Congregação da Missão. Trata-se principalmente da estabilidade da missão e da atenção à finalidade original de nos encarregarmos do seminário maior e das atividades ligadas a esse trabalho, a formação do laicado e as atividades paroquiais. Eles também pedem voluntários para ajudar na equipe do seminário e nas atividades pastorais que a missão requer. Atualmente há seis Coirmãos nas Ilhas Salomão: os Pes. Victor Bieler,  Ivica Gregurec,  Flaviano Caintic, Joeli Nabogi, Emanuel Prasetyono e Greg Walsh.  Na metade do ano, esperam que retornem os Pes. Augustinus Marsup e Antonius  Abimantrono, da Indonésia. No próximo semestre, irão para lá o Pe. Drago Ocvirk, da Província da Eslovênia, e um Coirmão das Filipinas.

18. Estudamos o oferecimento de um voluntário. O Superior Geral lhe escreverá sobre os distintos pontos sobre que devemos pensar para ir a uma missão  “ad gentes”.

19. Terminamos com um repasse geral em nosso calendário até junho de 2010. Quanto às visitas canônicas, ficam a da Áustria, que farão o Superior Geral e o Secretário Geral em setembro de 2009; a do Chile, que fará o Pe. José María Nieto em outubro e novembro de 2009; a de Turim, que fará o Pe. Kapuściak em outubro e novembro de 2009. O Pe. Gérard Du acompanhará o Pe. Gregory em sua visita ao Vietnã em outubro e fará a visita canônica da Província da Alemanha.

O próximo Tempo Forte será de 5 a 9 de outubro de 2009.

Seu irmão em São Vicente,

G. Gregory Gay, C. M.,

Superior Geral