VOLTAR

Memória Litúrgica do Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati (04 de Julho)

Pedro Jorge Frassati nasceu a 06 de abril de 1901, em Turim, na Itália. Desde muito novo, Frassati demonstrou ter uma personalidade forte e um excelente caráter, revelando-se comunicativo e alegre. Embora seu ambiente familiar não proporcionasse uma prática piedosa da religião, soube cultivar uma profunda espiritualidade, reveladora de todo o amor que tinha por Deus.

A Eucaristia e os Pobres foram os dois pilares que sustentaram sua vida espiritual. O amor a Jesus Eucarístico inflamava seu coração e o fazia preocupado com os Pobres, os prediletos de Nosso Senhor. Vivia o amor a Cristo e o demonstrava no amor aos pequenos e sofredores, sempre procurando meios criativos para melhor servi-los. Mesmo a contragosto da família, fazia da Comunhão Eucarística cotidiana a fonte do fortalecimento de sua espiritualidade centrada em Jesus Cristo. Era membro do Apostolado da Oração, da Congregação Mariana e da Sociedade de São Vicente de Paulo.

Contra as desgraças da Primeira Grande Guerra e a vontade de seu pai, filiou-se, em 1920, ao Partido Popular Italiano, fundado pelo Padre Luigi Sturzo, inspirado na Encíclica Rerum Novarum do Papa Leão XIII. Esse seu interesse pela política levou-o a opôr-se, com veemência, contra os horrores da guerra armada, não aceitando que a Itália pegasse em armas. Longe de ser mero observador do cenário mundial, Pedro Jorge nunca se cansou de propor reuniões, debates e marchas populares, acreditando que a verdadeira política se faz no entendimento, na discussão e na participação efetiva de todos os cidadãos. Para ele, somente os homens unidos entre si poderiam garantir a dignidade dos seres humanos e o respeito aos seus direitos.

Em seu zelo incansável pelo socorro dos Pobres, contraiu poliomelite e faleceu a 04 de julho de 1925, com apenas 24 anos. Foi beatificado a 20 de maio de 1990.

[su_tabs active="1"] [su_tab title="Invitatório"]
Antífona: Adoremos o Senhor, admirável nos seus santos! 
 
Salmo 94/95
Convite ao louvor de Deus e admoestação

- Vinde, exultemos de alegria no Senhor
aclamemos o rochedo que nos salva!
- Ao seu encontro caminhemos com louvores,
e com cantos de alegria o celebremos!
 
- Na verdade, o Senhor é o grande Deus,
o grande Rei, muito maior que os deuses todos.
- Tem nas mãos as profundezas dos abismos,
e as alturas das montanhas lhe pertencem;
- o mar é dele, pois foi ele quem o fez,
e a terra firme suas mãos a modelaram.
 
- Vinde, adoremos e prostremo-nos por terra,
e ajoelhemo-nos ante o Deus que nos criou!
= Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, †
e nós somos o seu povo e seu rebanho,
as ovelhas que conduz com sua mão.
 
= Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: †
“Não fecheis os corações como em Meriba,
como em Massa, no deserto, aquele dia,
- em que outrora vossos pais me provocaram,
apesar de terem visto as minhas obras”.
 
= Quarenta anos desgostou-me aquela raça †
e eu disse: “Eis um povo transviado,
seu coração não conheceu os meus caminhos!”
- E por isso lhes jurei na minha ira:
“Não entrarão no meu repouso prometido!”
[/su_tab] [su_tab title="Ofício das Leituras"]
Hino
Ó Jesus, Redentor nosso,
coroais os vossos santos;
ouvi hoje, compassivo,
nossas preces, nossos cantos.
 
Hoje, o santo confessor
vosso nome fez brilhar,
e a Igreja, anualmente,
vem seus feitos celebrar.
 
Caminhou com passo firme
pela vida transitória,
e seguiu a vossa estrada
que nos leva para a glória.
 
Desprendendo o coração
de alegrias passageiras,
frui agora, junto aos anjos,
as delícias verdadeiras.
 
O perdão de nossas culpas
nos alcance a sua prece.
Nos seus passos conduzi-nos
para a luz que não perece.
 
Glória a Cristo, Rei clemente,
e a Deus Pai louvor também.
Honra e glória ao Espírito
pelos séculos. Amém.
 
Salmodia
 
Ant. 1. A vida ele pediu, e vós lhe destes; de esplendor e majestade o revestistes.
 
Salmo 20/21,2-8.14
- Ó Senhor, em vossa força o rei se alegra;
quanto exulta de alegria em vosso auxílio!
- O que sonhou seu coração lhe concedestes;
não recusastes os pedidos de seus lábios.
 
- Com bênção generosa o preparastes;
de ouro puro coroastes sua fronte.
- A vida ele pediu e vós lhe destes,
longos dias, vida longa pelos séculos.
 
- É grande a sua glória em vosso auxílio;
de esplendor e majestade o revestistes.
- Transformastes o seu nome numa bênção,
e o cobristes de alegria em vossa face.
 
- Por isso o rei confia no Senhor,
e por seu amor não cairá,
- Levantai-vos com poder, ó Senhor Deus,
e cantaremos celebrando a vossa força!
 
Ant. 1. A vida ele pediu, e vós lhe destes; de esplendor e majestade o revestistes.
 
Ant. 2. O caminho do justo é uma luz a brilhar: vai crescendo da aurora até o dia mais pleno.
 
Salmo 91/92
I
- Como é bom agradecermos ao Senhor
e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo!
- Anunciar pela manhã vossa bondade,
e o vosso amor fiel, a noite inteira,
- ao som da lira de dez cordas e da harpa,
com canto acompanhado ao som da cítara.
 
- Pois me alegrastes, ó Senhor, com vossos feitos,
e rejubilo de alegria em vossas obras.
- Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras,
quão profundos são os vossos pensamentos!
 
- Só o homem insensato não entende,
só o estulto não percebe nada disso!
- Mesmo que os ímpios floresçam como a erva,
ou prosperem igualmente os malfeitores,
- são destinados a perder-se para sempre.
Vós, porém, sois o Excelso eternamente!
 
Ant. 2. O caminho do justo é uma luz a brilhar: vai crescendo da aurora até o dia mais pleno.
 
Ant. 3. O homem justo crescerá como a palmeira, florirá igual ao cedro que há no Líbano.
 
II
= Eis que os vossos inimigos, ó Senhor, †
eis que os vossos inimigos vão perder-se,
e os malfeitores serão todos dispersados. 
 
- Vós me destes toda a força de um touro,
e sobre mim um óleo puro derramastes;
- triunfante, posso olhar meus inimigos,
vitorioso escuto a voz de seus gemidos.
 
- O justo crescerá como a palmeira,
florirá igual ao cedro que há no Líbano;
- na casa do Senhor estão plantados,
nos átrios de meu Deus florescerão.
 
- Mesmo no tempo da velhice darão frutos,
cheios de seiva e de folhas verdejantes;
- e dirão: “É justo mesmo o Senhor Deus:
meu Rochedo, não existe nele o mal!”
 
Ant. 3. O homem justo crescerá como a palmeira, florirá igual ao cedro que há no Líbano.
 
Responsório
V/. O Senhor conduz o justo em seu caminho. R/. E lhe revela os segredos de seu Reino!
 
Primeira Leitura (Rm 12,1-21)
A vida cristã é culto espiritual .
 
            Pela misericórdia de Deus, eu vos exorto, irmãos, a vos oferecerdes em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus: este é o vosso culto espiritual. Não vos conformeis com o mundo, mas transformai-vos, renovando vossa maneira de pensar e de julgar, para que possais distinguir o que é da vontade de Deus, isto é, o que é bom, o que lhe agrada, o que é perfeito.
            Pela graça que me foi dada, recomendo a cada um de vós: ninguém faça de si uma idéia muito elevada, mas tenha de si uma justa estima ditada pela sabedoria, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um. Como, num só corpo, temos muitos membros, cada qual com uma função diferente, de acordo com a graça dada a cada um de nós: se serviço, pratiquemos o serviço; se é o dom de ensinar, consagremo-nos ao ensino; se é o dom de exortar, exortemos. Quem distribui donativos, faça-o com simplicidade; quem preside, presida com solicitude; quem se dedica a obras de misericórdia, faça-o com alegria.
            O amor seja sincero. Detestai o mal, apegai-vos ao bem. Que o amor fraterno vos una uns aos outros com terna afeição, prevenindo-vos com atenções recíprocas. Sede zelosos e diligentes, fervorosos de espírito, servindo sempre ao Senhor, alegres por causa da esperança, fortes nas tribulações, perseverantes na oração. Socorrei os santos em suas necessidades, persisti na prática da hospitalidade. Abençoai os que se alegram, chorai com os que choram. Mantende um bom entendimento uns com os outros; não vos deixeis levar pelo gosto de grandeza, mas acomodai-vos às coisas humildes. Não presumais de vossa sabedoria.
            Não pagueis a ninguém o mal com o mal. Antecipai-vos na prática do bem perante todos. Na medida do possível e enquanto depender de vós, vivei em paz com todo o mundo. Caríssimos, não vos vingueis de ninguém. Porém, confiai vossas questões à justiça divina. Pois está escrito: “É a mim que pertence fazer justiça; darei a cada um o que merecer – diz o Senhor.” Mas se teu inimigo estiver com fome, dá-lhe de comer; se estiver com sede, dá-lhe de beber. Procedendo assim, estarás amontoando brasas em cima de sua cabeça. Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal pelo bem.
 
Responsório (Rm 12,2; Ef 4,23-24)
R/. Renovai a vossa mente, A fim de discernirdes a vontade do Senhor, aquilo que é bom, agradável e perfeito.V/. Renovai-vos, transformando vossa mente e vosso espírito; revesti-vos do homem novo. A fim.
 
Segunda Leitura
Trecho da homilia do Papa João Paulo II por ocasião da beatificação do Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati (20 de maio de 1990).
 
“Eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro Paráclito para que convosco permaneça para sempre, o Espírito da Verdade” (Jo 14, 16-17). Durante o tempo pascal, quando nos aproximamos progressivamente de Pentecostes, certas palavras tornam-se mais e mais atuais. Elas foram pronunciadas por Jesus alguns dias antes de sua paixão, quando ele se despedia de seus Apóstolos. Essa partida do Amado Mestre, com sua morte e ressurreição, preparou o caminho para o outro Advogado (cf. Jo 16, 17). O Paráclito virá, e virá precisamente por causa da partida redentora de Cristo, que tornou possível e inaugurou a nova presença misericordiosa de Deus no meio das pessoas. O Espírito da Verdade, que o mundo não viu nem conheceu, será conhecido através dos Apóstolos, porque “vós o conheceis, porque permanece convosco” (Jo 14, 17). E todos tornar-se-ão testemunhas dessa verdade, no dia de Pentecostes.
            Contudo, Pentecostes é apenas o começo, porque o Espírito da Verdade estará com a Igreja para sempre (cf. Jo 14, 16), renovando-a em todas as gerações futuras. Neste sentido, as palavras do Apóstolo Pedro são endereçadas não somente às pessoas daquele tempo, mas também a todos nós e nossos contemporâneos. “Santificai a Cristo, o Senhor, em vossos corações, estando sempre prontos a dar a razão de vossa esperança” (1Pd 3, 15). Em nosso século, Pedro Jorge Frassati encarnou estas palavras de São Pedro em sua própria vida. O poder do Espírito da Verdade, unido a Cristo, fez dele uma moderna testemunha da esperança que brota do Evangelho e da graça da salvação que trabalha no coração humano. Assim, ele se tornou uma testemunha viva e um corajoso defensor da esperança para a juventude cristã do século XX.
            Fé e caridade, as verdadeiras forças que guiavam sua existência, fizeram dele um jovem ativo e diligente no ambiente em que vivia, na família e na escola, na universidade e na sociedade; transformaram-no num alegre e entusiasmado apóstolo de Cristo, num seguidor apaixonado de sua mensagem e caridade. O segredo de seu apostolado zeloso e esperançoso está fundamentado na jornada ascética e espiritual que ele atravessou em oração; em perseverante adoração, todas as noites, diante do Santíssimo Sacramento; na escuta da Palavra de Deus, através dos textos bíblicos; na aceitação pacífica das dificuldades da vida; semeando o bem nas famílias; vivendo a castidade alegremente e valorizando a disciplina em seu amor cotidiano pelo silêncio e pela vida ordinária. 
É precisamente a conjugação desses fatores que fizeram brotar nele esta vitalidade espiritual. De fato, é através da Eucaristia que Cristo comunica seu Espírito, é através da escuta da Palavra de Deus que encontramos forças para testemunhar nossa fé no mundo, é através da entrega radical à vontade de Deus que nos tornamos maduros nas grandes decisões. Somente adorando a Deus presente em seu próprio coração, o cristão batizado pode responder aos outros que perguntam pela razão de sua esperança (cf. 1Pd 3, 15). E o jovem Frassati sabia, sentiu e soube viver isso. Em sua vida, a fé fundiu-se com a caridade: firme na fé e ativo na caridade, porque a fé sem obras é morta (cf. Tg 2, 20).
Certamente, através de um olhar superficial lançado sobre seu cotidiano, o estilo de vida de Frassati é o mesmo da juventude de seu tempo. Esta virtude discreta, presente no ordinário da vida, é o convite para que possamos imitá-lo. Ele harmoniosamente fundiu sua fé com os desafios da vida diária, sempre aderindo fortemente ao Evangelho e sempre atento ao serviço amoroso aos pobres e a todos aqueles que necessitavam de sua atenção, serviço este que ele desenvolveu mesmo com a saúde frágil e não temendo a morte que gradativamente se aproximava.
Seu amor pela beleza e pela arte, sua paixão por esportes e montanhas, sua atenção pelos problemas sociais levaram-no a estabelecer uma relação ainda mais profunda com o Absoluto. Inteiramente imerso no mistério de Deus e totalmente dedicado ao constante serviço ao seu próximo: assim podemos resumir toda sua vida.
Ele cumpriu sua vocação como cristão leigo envolvido em muitas associações e grupos políticos, fermentando a sociedade, que, muitas vezes, mostrava-se indiferente e hostil em relação à Igreja. Neste espírito, Pedro Jorge buscou dar um novo impulso a vários movimentos católicos, dos quais ele participava com muito entusiasmo, especialmente a Ação Católica e a Federação Italiana dos Estudantes Universitários Católicos, onde ele encontrou um vasto campo para desenvolver seu apostolado. Na Ação Católica, viveu sua vocação cristã, com alegria e orgulho, esforçando-se para amar Jesus presente nos seus irmãos e irmãs, que ele encontrou perdidos nos caminhos tortuosos do mundo, marginalizados e isolados, implorando por algum conforto e suplicando solidariedade daqueles que diziam acreditar em Cristo.
Morrendo jovem, depois de atravessar uma curta existência, acumulou, extraordinariamente, muitos frutos espirituais, vivendo, ao mesmo tempo, dentro e fora do mundo, pois buscava “a verdadeira pátria para nela cantar as glórias do Senhor”.
A celebração de hoje convida a todos para receber a mensagem que Pedro está enviando para os homens e mulheres de nossos tempos, especialmente para os jovens, que procuram contribuir de maneira concreta para a renovação do nosso mundo, e que, muitas vezes, sentem-se perdidos e angustiados diante da pluralidade de idéias que povoam a sociedade.
Através de seu exemplo, Pedro Jorge Frassati proclamou aquela vida vivida no Espírito de Cristo, o espírito das bem-aventuranças. Assim, ele é um bem-aventurado. E somente quando nos tornamos um homem ou uma mulher das bem-aventuranças é que podemos espalhar e comunicar o amor e a paz aos outros. Ele cumpriu realmente tudo isso, fazendo de tudo para servir ao verdadeiro Senhor. Ele testemunhou que a santidade é possível para qualquer um e que a revolução da caridade pode gerar um futuro melhor no coração das pessoas.
 
Responsório
R/. Este homem realizou grandes prodígios na presença do Senhor e dos irmãos e de todo o coração louvou a Deus. * Que ele peça junto a Deus por nossas culpas. V/. Tributou a Deus um culto verdadeiro, no bem permaneceu, fugiu do mal. * Que ele.
 
Oração
Ó Deus, que o exemplo de vossos santos nos leve a uma vida mais perfeita e, celebrando a memória do Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati, imitemos constantemente suas ações. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
[/su_tab] [su_tab title="Laudes"]
Hino
Jesus, coroa celeste,
Jesus, verdade sem véu,
ao servo que hoje cantamos
destes o prêmio do céu.
 
Dai que por nós interceda
em fraternal comunhão,
e nossas faltas consigam
misericórdia e perdão.
 
Bens e honrarias da terra
sem valor ele julgou;
vãs alegrias deixando,
só as do céu abraçou.
 
Que sois, Jesus, Rei supremo,
jamais cessou de afirmar;
com seu fiel testemunho
soube o demônio esmagar.
 
Cheio de fé e virtude,
os seus instintos domou,
e a recompensa divina,
servo fiel, conquistou.
 
A vós, Deus uno, Deus trino,
sobe hoje nosso louvor,
ao celebrarmos o servo
de quem Jesus é o Senhor.
 
Salmodia
 
Ant. 1. O Senhor lhe deu a glória e, em seu Reino, um grande nome.
 
Salmo 62/63,2-9
Sede de Deus
- Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh’alma tem sede de vós, †
minha carne também vos deseja,
como a terra sedenta e sem água!
 
- Venho, assim, contemplar-vos no templo,
para ver vossa glória e poder.
- Vosso amor vale mais do que a vida:
e por isso meus lábios vos louvam.
 
- Quero, pois, vos louvar pela vida,
e elevar para vós minhas mãos!
- A minh’alma será saciada,
como em grande banquete de festa;
- cantará a alegria em meus lábios,
ao cantar para vós meu louvor!
 
- Penso em vós no meu leito, de noite,
nas vigílias suspiro por vós!
Para mim fostes sempre um socorro;
de vossas asas à sombra eu exulto!
- Minha alma se agarra em vós;
com poder vossa mão me sustenta.
 
Ant. 1. O Senhor lhe deu a glória e, em seu Reino, um grande nome.
 
Ant. 2. Vós, servos do Senhor, bendizei-o para sempre!
 
Cântico – Dn 3,57-88.56
Louvor das criaturas ao Senhor
- Obras do Senhor, bendizei o Senhor,
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!
 
(Refrão: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou A Ele glória e louvor eternamente!)
 
- Águas do alto céu, bendizei o Senhor!
Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
- Lua e sol, bendizei o Senhor!
Astros e estrelas, bendizei o Senhor!
 
- Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!
Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
- Fogo e calor, bendizei o Senhor!
Frio e ardor, bendizei o Senhor!
 
- Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!
Geada e frio, bendizei o Senhor!
- Gelos e neves, bendizei o Senhor!
Noites e dias, bendizei o Senhor!
 
- Luzes e trevas, bendizei o Senhor!
Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
- Ilhas e terra, bendizei o Senhor!
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
 
- Montes e colinas, bendizei o Senhor!
Plantas da terra, bendizei o Senhor!
- Mares e rios, bendizei o Senhor!
Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
 
- Baleias e peixes, bendizei o Senhor!
Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
- Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!
Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
 
- Filhos de Israel, bendizei o Senhor!
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!
Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
 
- Almas dos justos, bendizei o Senhor!
Santos e humildes, bendizei o Senhor!
- Jovens Misael, Ananias e Azarias,
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
 
- Ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
- Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!
Sois de digno de louvor e de glória eternamente!
 
No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai...
 
Ant. 2. Vós, servos do Senhor, bendizei-o para sempre!
 
Ant. 3. Exultem os fiéis em sua glória, e cantando se levantem de seus leitos.

Salmo 149
A alegria e o louvor dos santos
 
- Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
e o seu louvor na assembléia dos fiéis!
- Alegre-se Israel em quem o fez,
e Sião se rejubile no seu Rei!
- Com danças glorifiquem o seu nome,
toquem harpa e tambor em sua honra!
 
- Porque, de fato, o Senhor ama seu povo
e coroa com vitória dos seus humildes.
- Exultem os fiéis por sua glória,
e cantando se levantem de seus leitos,
- com louvores do Senhor em sua boca
e espadas de dois gumes em sua mão,
 
- para exercer sua vingança entre as nações
e infligir o seu castigo entre os povos,
- colocando nas algemas os seus reis,
e seus nobres entre ferros e correntes,
- para aplicar-lhes a sentença já escrita:
Eis a glória para todos os seus santos.
 
Ant. 3. Exultem os fiéis em sua glória, e cantando se levantem de seus leitos.
 
Leitura breve (Rm 12,1-2)
Pela misericórdia de Deus, eu vos exorto, irmãos, a vos oferecerdes em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus: este é o vosso culto espiritual. Não vos conformeis com o mundo, mas transformai-vos, renovando vossa maneira de pensar e de julgar, para que possais distinguir o que é da vontade de Deus, isto é, o que é bom, o que lhe agrada, o que é perfeito.
 
Responsório breve
R/. Ele tem o coração * Na lei do seu Senhor. R/. Ele tem. V/. Os seus passos não vacilam. * Na lei.
Glória ao Pai. R/. Ele tem.
 
Ant. Benedictus
Quem pratica a verdade, se põe junto à luz; e suas obras de filho de Deus se revelam.
 
Preces
Elevemos nossa oração ao Deus da misericórdia e do amor para que aumente em sua Igreja o zelo pela evangelização e pelo serviço dos Pobres, e digamos-lhe com toda confiança.
Fazei-nos testemunhas e mensageiros de vossa salvação.
Deus de misericórdia, fazei que hoje nos entreguemos generosamente às obras de amor ao próximo,
– para que a vossa misericórdia, através de nós, chegue a todos os homens.
Vós que nos fizestes participantes da missão profética de Cristo,
– fazei que anunciemos por palavras e obras as maravilhas do vosso amor.
Ensinai-nos a fazer o bem a todos em vosso nome,
– para que a luz de vossa Igreja resplandeça mais e mais sobre a família humana.
Fazei que colaboremos na edificação de um mundo novo,
– para que a justiça e a paz de Cristo reinem em toda a terra.
Perdoai-nos por ter ignorado a presença de Cristo nos Pobres, nos simples e nos marginalizados,
– e por não ter atendido vosso Filho nestes nossos irmãos.
Enviai sobre nós vosso Espírito,
– para que nossa caridade seja autêntica e sem hipocrisia.
Pai Nosso.
 
Oração
Ó Deus, que o exemplo de vossos santos nos leve a uma vida mais perfeita e, celebrando a memória do Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati, imitemos constantemente suas ações. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
[/su_tab] [su_tab title="I Vésperas"]
Hino
Ó Jesus, Redentor nosso,
coroais os vossos santos;
ouvi hoje, compassivo,
nossas preces, nossos cantos.
 
Hoje, o santo confessor
vosso nome fez brilhar,
e a Igreja, anualmente,
vem seus feitos celebrar.
 
Caminhou com passo firme
pela vida transitória,
e seguiu a vossa estrada
que nos leva para a glória.
 
Desprendendo o coração
de alegrias passageiras,
frui agora, junto aos anjos,
as delícias verdadeiras.
 
O perdão de nossas culpas
nos alcance a sua prece.
Nos seus passos conduzi-nos
para a luz que não perece.
 
Glória a Cristo, Rei clemente,
e a Deus Pai louvor também.
Honra e graças ao Espírito
pelos séculos. Amém.
 
 
 Salmodia
 
Ant. 1. Superou as provações e triunfou: glória eterna seja a ele tributada.
 
Salmo 14/15
- “Senhor, quem morará em vossa casa
e em vosso Monte santo habitará?”
 
- É aquele que caminha sem pecado
e pratica a justiça fielmente;
- que pensa a verdade no seu íntimo
e não solta em calúnias sua língua;
 
- que em nada prejudica o seu irmão,
nem cobre de insultos seu vizinho;
- que não dá valor algum ao homem ímpio,
mas honra os que respeitam o Senhor;
 
- que sustenta o que jurou, mesmo com dano;
não empresta o seu dinheiro com usura,
- nem se deixa subornar contra o inocente.
Jamais vacilará quem vive assim!
 
Ant. 1. Superou as provações e triunfou: glória eterna seja a ele tributada.
 
Ant. 2. Deus manifestou em seus santos sua graça e seu amor, e protege os seus eleitos.
 
Salmo 111/112
- Feliz o homem que respeita o Senhor
e que ama com carinho a sua lei!
- Sua descendência será forte sobre a terra,
abençoada a geração dos homens retos!
 
- Haverá glória e riqueza em sua casa,
e permanece para sempre o bem que fez.
- Ele é correto, generoso e compassivo,
como luz brilha nas trevas para os justos.
 
- Feliz o homem caridoso e prestativo,
que resolve seus negócios com justiça.
- Porque jamais vacilará o homem reto,
sua lembrança permanece eternamente!
 
- Ele não teme receber notícias más:
confiando em Deus, seu coração está seguro.
- Seu coração está tranqüilo e nada teme,
e confusos há de ver seus inimigos.
 
= Ele reparte com os pobres os seus bens, †
permanece para sempre o bem que fez,
e crescerão a sua glória e seu poder.
 
= O ímpio, vendo isto, se enfurece, †
range os dentes e de inveja se consome;
mas os desejos do malvado dão em nada.
 
Ant. 2. Deus manifestou em seus santos sua graça e seu amor, e protege os seus eleitos.
 
Ant. 3. Os santos cantavam um cântico novo àquele que está em seu trono, e ao Cordeiro; na terra inteira ressoavam suas vozes.
 
Cântico – Ap 15,3-4
- Como são grandes e admiráveis vossas obras,
ó Senhor e nosso Deus onipotente!
- Vossos caminhos são verdade, são justiça,
ó Rei dos povos todos do universo!
 
(Refrão: São grandes vossas obras, ó Senhor!)
 
= Quem, Senhor, não haveria de temer-vos, †
e quem não honraria o vosso nome?
Pois somente vós, Senhor, é que sois santo!
 
= As nações todas hão de vir perante vós, †
e prostradas haverão de adorar-vos,
pois vossas justas decisões são manifestas!
 
Ant. 3. Os santos cantavam um cântico novo àquele que está em seu trono, e ao Cordeiro; na terra inteira ressoavam suas vozes.
 
Leitura breve (Rm 8,28-30)
Sabemos que tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados para a salvação, de acordo com o projeto de Deus. Pois aqueles que Deus contemplou com seu amor desde sempre, a esses ele predestinou a serem conformes à imagem de seu Filho, para que este seja o primogênito numa multidão de irmãos. E aqueles que Deus predestinou, também os chamou. E aos que chamou, também os tornou justos; e aos que tornou justos, também os glorificou.
 
Responsório breve
R/. É justo o nosso Deus, Ele ama a justiça. R/. É justo. V/. Quem tem reto coração há de ver a sua face. * Ele ama.
Glória ao pai. R/. É justo.
 
Ant. Magnificat
Servo bom e fiel, vem entrar na alegria de Jesus, teu Senhor!
 
Preces
Celebrando a memória dos vossos santos, e recordando seu amor aos Pobres, dirijamos nossa oração a Deus, nosso Pai, e, com o coração cheio de alegria, digamos-lhe:
Acendei, Senhor, em nossos corações a chama do vosso amor.
Infundi vosso amor naqueles que se nutrem com o mesmo pão da vida
– para que todos sejam um no corpo do vosso Filho.
Vós que amais os homens, fazei-nos solícitos para com o próximo como vós nos mandastes,
– para que brilhe mais vivamente a luz da vossa salvação.
Iluminai aqueles que têm a missão de fazer as leis,
– para que em todas as coisas procedam com sabedoria e equidade.
Socorrei aqueles que sofrem discriminação por causa de sua raça, cor, condição, língua ou religião,
– para que obtenham o reconhecimento de seus deveres e de sua dignidade.
Protegei aqueles que no mundo se consagraram ao serviço dos irmãos,
– para que possam cumprir sua tarefa com liberdade e sem obstáculos.
Que todos os que reconheceram e amaram vossa presença em nossos irmãos pobres,
– possam contemplar vosso rosto sem véus entre os vossos eleitos.
Pai Nosso.
 
Oração
Ó Deus, que o exemplo de vossos santos nos leve a uma vida mais perfeita e, celebrando a memória do Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati, imitemos constantemente suas ações. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
[/su_tab] [su_tab title="II Vésperas"][/su_tab] [su_tab title="Missa"]
Antífona de Entrada (Mt 25,34.36.40)
Vinde, benditos de meu Pai, diz o Senhor: eu estava doente e me visitastes. Em verdade vos digo: tudo o que fizestes ao menor dos meus irmãos, foi a mim que o fizestes.
 
Oração
Ó Deus, que o exemplo de vossos santos nos leve a uma vida mais perfeita e, celebrando a memória do Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati, imitemos constantemente suas ações. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
 
Primeira Leitura (Dt 6,4-9)
Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração.
 
Leitura do Livro do Deuteronômio
Moisés falou ao povo dizendo: “Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças. E trarás gravadas em teu coração todas estas palavras que hoje te ordeno. Tu as repetirás com insistência aos teus filhos e delas falarás quando estiveres sentado em tua casa ou andando pelos caminhos, quando te deitares ou te levantares. Tu as prenderás como sinal em tua mão e as colocarás como um sinal entre os teus olhos. Tu as escreverás nas entradas da tua casa e nas portas da tua cidade”.
Palavra do Senhor.
 
Salmo Responsorial (Sl 1,1-2.3.4.6)
Refrão: Feliz aquele que encontra seu prazer na lei de Deus!
– Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados, nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.
– Eis que ele é semelhante a uma árvore que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. Eis que tudo o que ele faz vai prosperar.
– Mas bem outra é a sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte.
 
Evangelho (Mt 5,13-16)
Vós sois a luz do mundo.
 
† Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus
Naquele tempo, Jesus disse aos seus discípulos: “Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se tornar insosso, com que o salgaremos? Ele não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte. Ninguém acende uma lâmpada e a coloca debaixo de uma vasilha, mas sim num candeeiro, onde ela brilha para todos os que estão em casa. Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus”.
Palavra da Salvação.
 
Oração sobre as Oferendas
Ó Pai, imploramos a vossa clemência, ao apresentarmos estas oferendas ao vosso altar na comemoração do Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati. Que elas vos dêem toda glória e derramem sobre nós a riqueza da vossa graça. Por Cristo, Nosso Senhor.
 
Antífona da Comunhão (Jo 15,9)
Como o Pai me amou, eu também vos amei, diz o Senhor; permanecei no meu amor.
 
Oração depois da Comunhão
Senhor nosso Deus, os divinos mistérios de que participamos na comemoração do Bem-Aventurado Pedro Jorge Frassati realizem em nós a salvação e a paz eterna. Por Cristo, Nosso Senhor.
 
Oração pelas Vocações Vicentinas
Esperança de Israel, seu Salvador no tempo da tribulação, do alto do céu dignai-vos lançar sobre nós um olhar propício. Vede e visitai esta vinha. Inundai de águas fecundas todos os seus sulcos. Multiplicai seus rebentos e tornai-a perfeita. Foi a vossa mão direita que a plantou. A seara é verdadeiramente abundante, mas os operários são poucos. Nós vos pedimos, pois, a Vós, que sois o dono da seara, que envieis operários para a vossa messe. Multiplicai a família e enchei-a de alegria, a fim de que sejam edificadas as muralhas de Jerusalém. É vossa esta casa, ó meu Deus, é vossa esta casa. Nela não haja, eu vos suplico, nenhuma pedra que não tenha sido colocada pela vossa santa mão. E aqueles que Vós chamastes, conservai-os em vosso nome e santificai-os na verdade. Amém.
[/su_tab] [/su_tabs]