VOLTAR

Memória Litúrgica de São Justino de Jacobis (30 de Julho)

Justino de Jacobis nasceu em San Fele, no reino de Nápoles, a 09 de outubro de 1800. Foi admitido na Congregação da Missão, em Nápoles, a 17 de outubro de 1818 e ordenado presbítero em Brindisi no dia 12 de junho de 1824. Depois de 15 anos de apostolado na região de Nápoles, particularmente no transcurso do ano de 1836, por ocasião da epidemia de cólera, uma nomeação da Congregação para a Propagação da Fé o enviou, a 10 de março de 1839, para a Abissínia, na África, para aí fundar uma missão.

Durante 20 anos, Justino de Jacobis entregou-se com afinco à sua missão, como Prefeito Apostólico, e, em seguida, como Bispo, após sua ordenação episcopal a 07 de janeiro de 1849. Logo que chegou, Justino se dispôs a vestir o hábito dos monges abissínios, esforçou-se para aprender a mais comum das muitas línguas faladas no lugar e empenhou-se em criar laços de amizade com todos, superando o caráter desconfiado dos etíopes. Como não lhe era permitido pregar publicamente, nem mesmo celebrar a Santa Missa, aproveitava a madrugada para colocar-se em oração e para celebrar o Mistério Eucarístico.

Pouco a pouco, conseguiu conquistar as pessoas, que se sentiam atraídas pela bondade e pela paciência deste homem de Deus. Reunia pequenos grupos para a catequese e, ocasionalmente, era convidado a pregar nas igrejas. Distribuía para todos a Medalha Milagrosa e, por isso, começou a ser chamado de Padre Jacobis de Maria (Abba Yakob Mariam).

Tendo sofrido corajosamente diversas perseguições, faleceu no decurso de uma viagem pelo vale de Aligadê, a 31 de julho de 1860. Foi beatificado a 25 de junho de 1939 e canonizado a 26 de outubro de 1975.

[su_tabs active="1"] [su_tab title="Invitatório"]
Antífona: A Jesus Cristo, o Bom Pastor, oh! vinde, todos, adoremos!
 
Salmo 94/95
Convite ao louvor de Deus e admoestação
 
- Vinde, exultemos de alegria no Senhor
aclamemos o rochedo que nos salva!
- Ao seu encontro caminhemos com louvores,
e com cantos de alegria o celebremos!
 
- Na verdade, o Senhor é o grande Deus,
o grande Rei, muito maior que os deuses todos.
- Tem nas mãos as profundezas dos abismos,
e as alturas das montanhas lhe pertencem;
- o mar é dele, pois foi ele quem o fez,
e a terra firme suas mãos a modelaram.
 
- Vinde, adoremos e prostremo-nos por terra,
e ajoelhemo-nos ante o Deus que nos criou!
= Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, †
e nós somos o seu povo e seu rebanho,
as ovelhas que conduz com sua mão.
 
= Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: †
“Não fecheis os corações como em Meriba,
como em Massa, no deserto, aquele dia,
- em que outrora vossos pais me provocaram,
apesar de terem visto as minhas obras”.
 
= Quarenta anos desgostou-me aquela raça †
e eu disse: “Eis um povo transviado,
seu coração não conheceu os meus caminhos!”
- E por isso lhes jurei na minha ira:
“Não entrarão no meu repouso prometido!”
[/su_tab] [su_tab title="Ofício das Leituras"]
Hino
Cristo Pastor, modelo dos pastores,
comemorando a festa deste Santo,
a multidão fiel e jubilosa,
vosso louvor celebra neste canto.
 
O vosso Espírito ungiu o forte atleta
pelo dom íntimo duma unção de amor;
tornando-o apto para a dura luta,
do povo santo o fez fiel pastor.
 
Do seu rebanho foi pastor e exemplo,
ao pobre alívio e para os cegos luz,
pai carinhoso, tudo para todos,
seguindo em tudo o Bom Pastor Jesus.
 
Cristo, que aos santos dais nos céus o prêmio,
com vossa glória os coroando assim,
dai-nos seguir os passos deste mestre
e ter um dia um semelhante fim.
 
Justo louvor ao Sumo Pai cantemos,
e a vós, Jesus, Eterno Rei, também.
Honra e poder ao vosso Santo Espírito
No mundo inteiro, agora e sempre. Amém.
 
Salmodia
 
Ant. 1. Quem quiser ser o primeiro, seja o servo, seja o último.
 
Salmo 20/21,2-8.14
- Ó Senhor, em vossa força o rei se alegra;
quanto exulta de alegria em vosso auxílio!
- O que sonhou seu coração lhe concedestes;
não recusastes os pedidos de seus lábios.
 
- Com bênção generosa o preparastes;
de ouro puro coroastes sua fronte.
- A vida ele pediu e vós lhe destes,
longos dias, vida longa pelos séculos.
 
- É grande a sua glória em vosso auxílio;
de esplendor e majestade o revestistes.
- Transformastes o seu nome numa bênção,
e o cobristes de alegria em vossa face.
 
- Por isso o rei confia no Senhor,
e por seu amor não cairá,
- Levantai-vos com poder, ó Senhor Deus,
e cantaremos celebrando a vossa força!
 
Ant. 1. Quem quiser ser o primeiro, seja o servo, seja o último.
 
Ant. 2. Quando vier o supremo Pastor de nossas almas, recebereis a coroa de glória imperecível.
 
Salmo 91/92
I
- Como é bom agradecermos ao Senhor
e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo!
- Anunciar pela manhã vossa bondade,
e o vosso amor fiel, a noite inteira,
- ao som da lira de dez cordas e da harpa,
com canto acompanhado ao som da cítara.
 
- Pois me alegrastes, ó Senhor, com vossos feitos,
e rejubilo de alegria em vossas obras.
- Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras,
quão profundos são os vossos pensamentos!
 
- Só o homem insensato não entende,
só o estulto não percebe nada disso!
- Mesmo que os ímpios floresçam como a erva,
ou prosperem igualmente os malfeitores,
- são destinados a perder-se para sempre.
Vós, porém, sois o Excelso eternamente!
 
Ant. 2. Quando vier o supremo Pastor de nossas almas, recebereis a coroa de glória imperecível.
 
Ant. 3. Servo bom e fiel, vem entrar na alegria de Jesus, teu Senhor.
 
II
= Eis que os vossos inimigos, ó Senhor, †
eis que os vossos inimigos vão perder-se,
e os malfeitores serão todos dispersados.
 
- Vós me destes toda a força de um touro,
e sobre mim um óleo puro derramastes;
- triunfante, posso olhar meus inimigos,
vitorioso escuto a voz de seus gemidos.
 
- O justo crescerá como a palmeira,
florirá igual ao cedro que há no Líbano;
- na casa do Senhor estão plantados,
nos átrios de meu Deus florescerão.
 
- Mesmo no tempo da velhice darão frutos,
cheios de seiva e de folhas verdejantes;
- e dirão: “É justo mesmo o Senhor Deus:
meu Rochedo, não existe nele o mal!”
 
Ant. 3. Servo bom e fiel, vem entrar na alegria de Jesus, teu Senhor.
 
Responsório
V/. O Senhor conduz o justo em seu caminho. R/. E lhe revela os segredos de seu Reino!
 
Primeira Leitura (Tt 1,7-11; 2,1-8)
Doutrina do apóstolo sobre as qualidades e deveres dos bispos.
 
            Caríssimo, é preciso que o bispo seja irrepreensível, como administrador posto por Deus. Não seja arrogante nem irascível nem dado ao vinho nem turbulento nem cobiçoso de lucros desonestos, mas hospitaleiro, amigo do bem, ponderado, justo, piedoso, continente, firmemente empenhado no ensino fiel da doutrina, de sorte que seja capaz de exortar com sã doutrina e refutar os contraditores.
            Há ainda muitos insubordinados, principalmente entre os circuncidados. É preciso calar-lhes a boca, porque transtornam famílias inteiras, ensinando o que não convém, movidos por ganância vergonhosa.
            O teu ensino, porém, seja conforme à sã doutrina. Os mais velhos sejam sóbrios, ponderados, prudentes, fortes da fé, na caridade, na paciência.
            Assim também as mulheres idosas observem uma conduta santa, não sejam caluniadoras nem escravas do vinho, mas mestras do bem. Saibam ensinar as jovens a amarem seus maridos, a cuidarem dos filhos, a serem prudentes, castas, boas donas de casa, dóceis para os maridos, bondosas, para que a palavra de Deus não seja difamada.
            Exorta igualmente os jovens a serem moderados e mostra-te em tudo exemplo de boas obras, de integridade na doutrina, de ponderação, de palavra sã e irrepreensível, para que os adversários se confundam, não tendo nada de mal para dizer de nós.
 
Responsório (At 20,28; 1Cor 4,2)
R/. Vigiai todo o rebanho, que o Espírito Divino confiou-vos como bispos Para cuidar, como pastores, da Igreja do Senhor, que ele adquiriu pelo sangue de seu Filho. V/. Aquilo que se espera de um administrador, é que seja ele fiel. Para cuidar.
 
 
Segunda Leitura
Trecho de uma homilia de São Justino de Jacobis aos cristãos de Adua
 
A boca é a porta do coração; a palavra, a chave do coração. Quando abro a boca para falar, abro a porta do meu coração. Quando falo, dou-vos a chave do meu coração. Vinde e vede. O Espírito Santo fez crescer em mim um grande amor pelos cristãos da Etiópia. Estava no meu país, no meu país soube que na Etiópia havia cristãos, e disse aos meus pais: “Pai, dá-me tua bênção; mãe, abençoa-me porque vou partir, quero ver meus irmãos que estão na Abissínia. Quero dizer a estes cristãos quanto os amo”.
            Deus atendeu os meus pedidos e preservou-me da morte para que eu pudesse ver os meus queridos cristãos da Abissínia. Agora, eu os vi, os conheço, sinto-me feliz. Se Deus me concede viver ainda um dia, dois, quantos ele quiser, devo gastá-los para vós. Se quereis meu sangue, vinde, abri minhas veias, derramai-o inteiramente. Ele vos pertence. Vós sois seus donos; morrerei contente. Se não quiserdes dar-me deste modo uma morte que eu desejo, então toda a vida que me resta quero gastá-la por vós. Se vos sentirdes aflitos, eu virei consolar-vos em nome de Jesus Cristo. Se não tiverdes com que vos vestir, dar-vos-ei minhas vestes para vos cobrir. Se vos sentirdes com fome, dar-vos-ei meu pão para matar vossa fome. Se vos sentirdes doentes, irei visitar-vos. Se quiserdes que eu vos ensine o pouco que sei, eu o farei com muito prazer. Nesta terra, não tenho mais pai, nem mãe, nem pátria. Só me resta Deus e o povo cristão da Abissínia. A quem pertence este coração? A Deus e ao povo cristão da Abissínia. Agora, vós sois meus amigos, meus irmãos, meu pai e minha mãe. Que os cristãos da Etiópia vejam o que há neste coração: Deus e o povo cristão da Etiópia. Farei sempre o que vos agradar. Quereis que eu fique neste país? Eu ficarei. Quereis que eu parta daqui? Partirei. Quereis que eu guarde silêncio? Guardá-lo-ei.
            Sou sacerdote como vós, confessor como vós e como vós sou pregador. Quereis que eu celebre a Missa? Celebrá-la-ei. Não o quereis? Não a celebrarei. Quereis que eu vos confesse? Confessarei. Não quereis que eu pregue? Não pregarei. Agora que vos falei, sabeis quem sou. Agora que vos abri meu coração, coloquei em vossas mãos as suas chaves. Agora sabeis quem sou. Se me perguntais quem sou, responder-vos-ei: “Um cristão de Roma que ama os cristãos da Abissínia”. Se alguém vos perguntar: “Quem é este estrangeiro?”, respondei: “Um cristão de Roma que ama os cristãos da Etiópia mais que sua mãe, mais que seu pai, pois deixou amigos, parentes, irmãos e pais para vir a esta terra e nos fazer conhecer seu amor”.
            Há quatro meses que estou convosco no vosso país e vivo convosco. Vós me vistes, vós vos aproximastes de mim, vós me conhecestes. Dizei-me: “Eu vos escandalizei? Fiz-vos algum mal?” Não creio.
            Mas se porventura eu não vos escandalizei e não vos fiz nenhum mal, tampouco não fiz nenhum bem. A partir de hoje, quero mudar. Serei para vós não apenas um amigo, mas um servo. Tendes necessidade de mim? Vinde, farei tudo por vós. Se não quiserdes vir, chamai-me a qualquer hora, em todo tempo. Eu vos pertenço, repito-vos. Vós, Senhor, em cuja presença me mantenho, sabeis que, quando falo assim, não minto!
 
Responsório (1Ts 2,8; Gl 4,19)
R/. Quiséramos dar-vos não somente o Evangelho de Deus, mas tudo o que somos. * Pois vos tornastes muito caros para nós. V/. Meus filhinhos, na dor, eu vos gero novamente até que o Cristo se forme em vós. * Pois vos tornastes.
 
Oração
Para levar o Evangelho à Etiópia, quisestes, Senhor, que o bispo São Justino de Jacobis se entregasse a todos. Concedei-nos, por sua intercessão, trabalhar, com espírito fraterno, para proclamar a Boa Nova e reunir os povos na unidade da fé. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
[/su_tab] [su_tab title="Laudes"]

Hino

Hoje cantemos o triunfo
do guia sábio e bom pastor;
que já reina entre os eleitos
a testemunha do Senhor.
 
Foi sacerdote, guia e mestre,
do povo santo do Senhor.
Como prelado e como sábio,
da vida o dom lhe preparou.
Oremos para que, bondoso,
peça perdão para os faltosos,
e sua prece nos conduza
do céu aos cumes luminosos.
 
Poder, louvor, honra e glória
ao Deus eterno e verdadeiro,
que, em suas leis, rege e sustenta,
governa e guia o mundo inteiro.
 
Salmodia
Ant. 1. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre o cimo da montanha.
 
Salmo 62/63,2-9
Sede de Deus
- Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh’alma tem sede de vós, †
minha carne também vos deseja,
como a terra sedenta e sem água!
 
- Venho, assim, contemplar-vos no templo,
para ver vossa glória e poder.
- Vosso amor vale mais do que a vida:
e por isso meus lábios vos louvam.
 
- Quero, pois, vos louvar pela vida,
e elevar para vós minhas mãos!
- A minh’alma será saciada,
como em grande banquete de festa;
- cantará a alegria em meus lábios,
ao cantar para vós meu louvor!
 
- Penso em vós no meu leito, de noite,
nas vigílias suspiro por vós!
Para mim fostes sempre um socorro;
de vossas asas à sombra eu exulto!
- Minha alma se agarra em vós;
com poder vossa mão me sustenta.
 
Ant. 1. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre o cimo da montanha.
 
Ant. 2. Brilhe aos homens vossa luz; vendo eles vossas obras, dêem glória ao Pai celeste.
 
Cântico – Dn 3,57-88.56
Louvor das criaturas ao Senhor

- Obras do Senhor, bendizei o Senhor,
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!
 
(Refrão: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou A Ele glória e louvor eternamente!)
 
- Águas do alto céu, bendizei o Senhor!
Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
- Lua e sol, bendizei o Senhor!
Astros e estrelas, bendizei o Senhor!
 
- Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!
Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
- Fogo e calor, bendizei o Senhor!
Frio e ardor, bendizei o Senhor!
 
- Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!
Geada e frio, bendizei o Senhor!
- Gelos e neves, bendizei o Senhor!
Noites e dias, bendizei o Senhor!
 
- Luzes e trevas, bendizei o Senhor!
Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
- Ilhas e terra, bendizei o Senhor!
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
 
- Montes e colinas, bendizei o Senhor!
Plantas da terra, bendizei o Senhor!
- Mares e rios, bendizei o Senhor!
Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
 
- Baleias e peixes, bendizei o Senhor!
Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
- Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!
Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
 
- Filhos de Israel, bendizei o Senhor!
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!
Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
 
- Almas dos justos, bendizei o Senhor!
Santos e humildes, bendizei o Senhor!
- Jovens Misael, Ananias e Azarias,
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
 
- Ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
- Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!
Sois de digno de louvor e de glória eternamente!
 
No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai...
 
Ant. 2. Brilhe aos homens vossa luz; vendo eles vossas obras, dêem glória ao Pai celeste.
 
Ant. 3. A palavra do Senhor é viva e eficaz; é cortante e penetrante como espada de dois gumes.

Salmo 149
A alegria e o louvor dos santos
 
- Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
e o seu louvor na assembléia dos fiéis!
- Alegre-se Israel em quem o fez,
e Sião se rejubile no seu Rei!
- Com danças glorifiquem o seu nome,
toquem harpa e tambor em sua honra!
 
- Porque, de fato, o Senhor ama seu povo
e coroa com vitória dos seus humildes.
- Exultem os fiéis por sua glória,
e cantando se levantem de seus leitos,
- com louvores do Senhor em sua boca
e espadas de dois gumes em sua mão,
 
- para exercer sua vingança entre as nações
e infligir o seu castigo entre os povos,
- colocando nas algemas os seus reis,
e seus nobres entre ferros e correntes,
- para aplicar-lhes a sentença já escrita:
Eis a glória para todos os seus santos.
 
Ant. 3. A palavra do Senhor é viva e eficaz; é cortante e penetrante como espada de dois gumes.
 
Leitura breve (Hb 13,7-9a)
Lembrai-vos de vossos dirigentes, que vos pregaram a palavra de Deus, e, considerando o fim de sua vida, imitai-lhes a fé. Jesus Cristo é o mesmo, ontem e hoje e por toda a eternidade. Não vos deixeis enganar por qualquer espécie de doutrina estranha.
 
Responsório breve
R/. Colocastes sentinelas * Vigiando o vosso povo. R/. Colocastes. V/. Anunciam, dia e noite, vosso nome, ó Senhor. * Vigiando.
Glória ao Pai. R/. Colocastes. 
 
Ant. Benedictus
Não sois vós que falareis, é o Espírito do Pai que em vós há de falar.
 
Preces
Agradeçamos a Cristo, o bom Pastor que deu a vida por suas ovelhas; e lhe peçamos:
Apascentai, Senhor, o vosso rebanho!
Cristo, quisestes mostrar vosso amor e misericórdia nos santos pastores;
– por meio deles, sede sempre misericordioso para conosco.
Através dos vossos representantes na terra, continuais a ser o Pastor das nossas almas;
– não vos canseis de nos dirigir por intermédio de nossos pastores.
Em vossos santos, que guiam os povos, sois o médico dos corpos e das almas;
– não cesseis de exercer para conosco o ministério da vida e da santidade.
Pela sabedoria e caridade dos santos, instruístes o vosso rebanho;
– guiados pelos nossos pastores, fazei-nos crescer na santidade.
Pai Nosso.
 
Oração
Para levar o Evangelho à Etiópia, quisestes, Senhor, que o bispo São Justino de Jacobis se entregasse a todos. Concedei-nos, por sua intercessão, trabalhar, com espírito fraterno, para proclamar a Boa Nova e reunir os povos na unidade da fé. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
[/su_tab] [su_tab title="I Vésperas"]
Hino
Claro espelho de virtude,
homem santo, bom pastor,
ouve o hino que, em ti, louva
os prodígios do Senhor,
 
que, Pontífice perpétuo,
os mortais a Deus uniu,
e, por nova Aliança,
nova paz garantiu.
 
Previdente, ele te fez
do seu dom o servidor,
para dar ao Pai a glória
e a seu povo vida e amor.
 
Consagrado pelo Espírito,
que de força te vestiu,
deste o pão da salvação
às ovelhas do redil.
 
Não te esqueças, pede a Deus,
tu que ao céu foste elevado:
que as ovelhas busquem todas
do Pastor o verde prado.
 
Glória à Trina Divindade,
que, num servo tão fiel,
recompensa os ministérios
com o júbilo do céu.
 
Salmodia
 
Ant. 1. Sou ministro do Evangelho pela graça do Senhor.
 
Salmo 14/15
- “Senhor, quem morará em vossa casa
e em vosso Monte santo habitará?”
 
- É aquele que caminha sem pecado
e pratica a justiça fielmente;
- que pensa a verdade no seu íntimo
e não solta em calúnias sua língua;
 
- que em nada prejudica o seu irmão,
nem cobre de insultos seu vizinho;
- que não dá valor algum ao homem ímpio,
mas honra os que respeitam o Senhor;
 
- que sustenta o que jurou, mesmo com dano;
não empresta o seu dinheiro com usura,
- nem se deixa subornar contra o inocente.
Jamais vacilará quem vive assim!
 
Ant. 1. Sou ministro do Evangelho pela graça do Senhor.
 
Ant. 2. Eis o servo fiel e prudente, a quem Deus confiou sua família.
 
Salmo 111/112
- Feliz o homem que respeita o Senhor
e que ama com carinho a sua lei!
- Sua descendência será forte sobre a terra,
abençoada a geração dos homens retos!
 
- Haverá glória e riqueza em sua casa,
e permanece para sempre o bem que fez.
- Ele é correto, generoso e compassivo,
como luz brilha nas trevas para os justos.
 
- Feliz o homem caridoso e prestativo,
que resolve seus negócios com justiça.
- Porque jamais vacilará o homem reto,
sua lembrança permanece eternamente!
 
- Ele não teme receber notícias más:
confiando em Deus, seu coração está seguro.
- Seu coração está tranqüilo e nada teme,
e confusos há de ver seus inimigos.
 
= Ele reparte com os pobres os seus bens, †
permanece para sempre o bem que fez,
e crescerão a sua glória e seu poder.
 
= O ímpio, vendo isto, se enfurece, †
range os dentes e de inveja se consome;
mas os desejos do malvado dão em nada.
 
Ant. 2. Eis o servo fiel e prudente, a quem Deus confiou sua família.
 
Ant. 3. Minhas ovelhas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor.
 
Cântico – Ap 15,3-4
- Como são grandes e admiráveis vossas obras,
ó Senhor e nosso Deus onipotente!
- Vossos caminhos são verdade, são justiça,
ó Rei dos povos todos do universo!
 
(Refrão: São grandes vossas obras, ó Senhor!)
 
= Quem, Senhor, não haveria de temer-vos, †
e quem não honraria o vosso nome?
Pois somente vós, Senhor, é que sois santo!
 
= As nações todas hão de vir perante vós, †
e prostradas haverão de adorar-vos,
pois vossas justas decisões são manifestas!
 
Ant. 3. Minhas ovelhas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor.
 
Leitura breve (1Pd 5,1-4)
Exorto aos presbíteros que estão entre vós, eu, presbítero como eles, testemunha dos sofrimentos de Cristo e participante da glória que será revelada: sede pastores do rebanho de Deus, confiado a vós; cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso; não por torpe ganância, mas livremente; não como dominadores daqueles que vos foram confiados, mas, antes, como modelos do rebanho. Assim, quando aparecer o pastor supremo, recebereis a coroa permanente da glória.
 
Responsório
R/. Eis o amigo dos irmãos, * Que intercede pelo povo. R/. Eis o amigo. V/. Dedicou sua vida em favor de seus irmãos. * Que intercede.
Glória ao Pai. R/. Eis o amigo.
 
Ant. Magnificat
Eis o servo fiel e prudente, a quem Deus confiou sua família, para dar-lhe o pão a seu tempo.
 
Preces
Rendamos a devida glória a Cristo, constituído Pontífice em favor dos homens nas suas relações com Deus; e lhe peçamos humildemente:
Senhor, salvai o vosso povo!
Fizestes resplandecer admiravelmente a vossa Igreja por meio de santos e insignes pastores;
– que os cristãos se alegrem sempre com o mesmo esplendor.
Quando os santos pastores vos suplicavam, a exemplo de Moisés, perdoastes os pecados do povo;
– por intercessão deles, santificai a vossa Igreja mediante uma contínua purificação.
Tendo-os escolhido entre seus irmãos, consagrastes vossos santos, enviando sobre eles o vosso Espírito;
– que o mesmo Espírito Santo inspire aqueles que governam vosso povo.
Sois vós a herança dos santos pastores;
– concedei que nenhum daqueles que foram resgatados pelo vosso sangue fique longe de vós.
Por meio dos pastores da Igreja, dais a vida eterna a vossas ovelhas, e não permitis que ninguém as arrebate de vossas mãos;
– salvai os que adormeceram em vós, pelos quais destes a vida.
Pai Nosso.
 
Oração
Para levar o Evangelho à Etiópia, quisestes, Senhor, que o bispo São Justino de Jacobis se entregasse a todos. Concedei-nos, por sua intercessão, trabalhar, com espírito fraterno, para proclamar a Boa Nova e reunir os povos na unidade da fé. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
[/su_tab] [su_tab title="II Vésperas"][/su_tab] [su_tab title="Missa"]
Antífona da Entrada (Ez 34,11.23-24)
Velarei sobre as minhas ovelhas, diz o Senhor; chamarei um pastor que as conduza e serei o seu Deus.
 
Oração
Para levar o Evangelho à Etiópia, quisestes, Senhor, que o bispo São Justino de Jacobis se entregasse a todos. Concedei-nos, por sua intercessão, trabalhar, com espírito fraterno, para proclamar a Boa Nova e reunir os povos na unidade da fé. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
 
Primeira Leitura (Ef 4,1-7.11-13)
Ele capacita os santos para o ministério, para edificar o corpo de Cristo.
 
Leitura da Carta aos Efésios
Irmãos, eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto a caminhardes de acordo com a vocação que recebestes: com toda humildade e mansidão, suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor. Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz. Há um só Corpo e um só Espírito, como também é uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todos, age por meio de todos e permanece em todos. Cada um de nós recebeu a graça na medida em que Cristo lha deu. E foi ele quem instituiu alguns como apóstolos, outros como profetas, outros ainda como evangelistas, outros, enfim, como pastores e mestres. Assim, ele capacitou os santos para o ministério, para edificar o corpo de Cristo, até que cheguemos todos juntos à unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, ao estado do homem perfeito e à estatura de Cristo em sua plenitude.
Palavra do Senhor.
 
Salmo Responsorial (Sl 22/23,1-3.4.5.6)
Refrão: O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
– O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e Campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças.
– Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra de seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, eles me dão a segurança.
– Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça, e o meu cálice transborda.
– Felicidade e todo bem hão de seguir-me, por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.
 
Evangelho (Mt 28,16-20)
Ide e fazei discípulos meus todos os povos.
 
† Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus
 
Naquele tempo, os onze discípulos foram para a Galiléia, ao monte que Jesus lhes tinha indicado. Quando viram Jesus, prostraram-se diante dele. Ainda assim alguns duvidaram. Então Jesus se aproximou e falou: “Toda autoridade me foi dada no céu e sobre a terra. Portanto, ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei! Eis que estou convosco todos os dias, até ao fim do mundo”.
Palavra da Salvação.
 
Oração sobre as Oferendas
Recebei, ó Pai, na festa de São Justino de Jacobis, as oferendas de vosso povo para que nos façam sentir, como esperamos, vossa paternal proteção. Por Cristo, Nosso Senhor.
 
Antífona da Comunhão (Ez 34,15)
Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas e as farei repousar, diz o Senhor.
 
Oração depois da Comunhão
Alimentados pela Eucaristia, nós vos pedimos, ó Deus, que seguindo o exemplo de São Justino de Jacobis, procuremos proclamar a fé que abraçou e praticar a doutrina que ensinou. Por Cristo, Nosso Senhor.
 
Oração pelas Vocações Vicentinas
Esperança de Israel, seu Salvador no tempo da tribulação, do alto do céu dignai-vos lançar sobre nós um olhar propício. Vede e visitai esta vinha. Inundai de águas fecundas todos os seus sulcos. Multiplicai seus rebentos e tornai-a perfeita. Foi a vossa mão direita que a plantou. A seara é verdadeiramente abundante, mas os operários são poucos. Nós vos pedimos, pois, a Vós, que sois o dono da seara, que envieis operários para a vossa messe. Multiplicai a família e enchei-a de alegria, a fim de que sejam edificadas as muralhas de Jerusalém. É vossa esta casa, ó meu Deus, é vossa esta casa. Nela não haja, eu vos suplico, nenhuma pedra que não tenha sido colocada pela vossa santa mão. E aqueles que Vós chamastes, conservai-os em vosso nome e santificai-os na verdade. Amém.
[/su_tab] [/su_tabs]