Vem, Espírito Santo, encha os corações dos teus fiéis, e acenda neles o fogo do teu amor. Envia teu Espírito Criador e renova a face da terra.

Canto

– Vem Santo Espírito (Taize)

Ant.: Reuniram-se no dia de Pentecostes e receberam o Espírito Santo.

Salmo 113

Louvai, ó servos do Senhor,
louvai o nome do Senhor.

Bendito seja o nome do Senhor,
agora e para sempre.

Desde o nascer ao pôr-do-sol,
seja louvado o nome do Senhor.

O Senhor é excelso sobre todos os povos,
sua glória ultrapassa a altura dos céus.

Quem se compara ao Senhor, nosso Deus,
que tem seu trono nas alturas

e do alto olha o céu e a terra?
Ele levanta do pó o indigente,

e tira o pobre do monturo,
para, entre os príncipes, fazê-lo sentar,

junto dos grandes do seu povo.
E a mulher, que, antes, era estéril,

ele a faz, em sua casa, mãe feliz de muitos filhos.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo…

Ant.: O Espírito Santo que te inundou com sua presença te chama para dar uma resposta generosa.

Salmo 11

É junto do Senhor que procuro refúgio.
Por que dizer-me:

“Foge velozmente para a montanha, como um pássaro,
Eis que os maus entesam seu arco, e ajustam a flecha na corda.

Para ferir, de noite, os que têm o coração reto?
Quando os próprios fundamentos se abalam, que pode fazer ainda o Justo?”

Entretanto, o Senhor habita em seu templo;
O Senhor tem seu trono no céu.

Sua vista está atenta,
Seus olhares observam os filhos dos homens.

O Senhor sonda o justo como o ímpio,
Mas aquele que ama a injustiça, ele o aborrece.

Sobre os ímpios ele fará cair uma chuva de fogo e de enxofre,
Um vento abrasador de procela será o seu quinhão.

Porque o Senhor é justo, ele ama a justiça;
E os homens retos contemplarão a sua face.

Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo…

ano de colaboracao

Leituras sugeridas para a meditação:

A JEAN DE FONTENEIL 29 de agosto de 1635:

“Sinto-me ainda confuso pela caridade que exerceste e continuamente exerceis para com meu pobre irmão. Como tudo fizestes por amor a Deus, e como o reconhecimento por tantos benefícios está acima de nossas possibilidades, rogo a Nosso Senhor, senhor padre, seja ele mesmo nosso agradecimento e vossa recompensa”.

A JEAN DE FONTENEIL 7 de dezembro de 1634:

“Por tudo isso vos agradeço, senhor padre, muito humildemente, e rogo a Nosso Senhor seja ele mesmo nossa gratidão para convosco e vossa recompensa. Derrame sobre vós cada vez mais a abundância de suas graças e bênçãos. Ó senhor padre, como meu coração fica repleto de consolação, todas as vezes que o referido padre de La Salle me escreve sobre o vosso zelo pela salvação das almas, vossa assiduidade no esforço por conquista-las, as bênçãos que Nosso Senhor vos concede e a virtude sólida que está em vós! Com certeza, senhor padre, tudo isso produz em mim uma alegria, que não sou capaz de vos exprimir, e um fervor todo especial, ao pedir a Deus que lhe apraza continuar a conceder-vos as mesmas graças, e a aumenta-las”.

A ETIENNE BLATIRON 14 de fevereiro de 1648:

“As graças que Deus derrama sobre vossos trabalhos são frutos de sua pura misericórdia e não de nossas insignificantes preces; somos pobres pessoas, mais capazes de desviar suas bênçãos do que de atraí-las. Agradeço a sua divina bondade pelo zelo e fidelidade que concede a vosso coração e àqueles que estão convosco. Com certeza, senhor padre, fico sensibilizado com o uso que fazeis dessas virtudes e de muitas outras; quando se apresenta a ocasião de estimular a comunidade de São Lázaro no sentido de sua própria perfeição, falo dos exemplos que a vossa nos dá; relato-lhe vossos trabalhos, apesar das enfermidades de alguns, vossa paciência nas dificuldades, a caridade e o suporte que tendes uns para com os outros, a graciosa acolhida, a iniciativa de honrosa atenção e os serviços que os externos recebem de cada um de vós. Por aí vedes, senhor padre, que o mel de vossa colmeia se derrama até nesta casa e serve para alimento de seus filhos. Ó Deus! Que motivo de consolação para toda a Companhia, mas também que motivo para a nossa pequena comunidade se humilhar diante de Deus e agir sempre cada vez melhor, pois ele se apraz em estender e multiplicar assim os bens que produz, até nos lugares onde não está!”

Ant.: Queria Deus dar-lhes forças e fazer que reine entre vocês a união! Porque, se estão todas unidas, vocês serão mais fortes”. (VII, 391)

Oração dos Fiéis

Pai amado, que ama os pobres, envia teu Espírito do céu. Pai generoso, que inspirastes a Vicente e aos outros fundadores da família Vicentina a escutar o clamor dos pobres. Te damos graças por inspirar-lhes com este presente de servir-te nos pobres. Te damos graças pelos quase 400 anos de existência. Te agrademos as muitas graças e bênçãos que temos recebido através deste serviço. Te pedimos que escutes nossa oração:

  • Por aqueles que vivem a pobreza, por aqueles a quem estamos chamados a servir, que vejamos sempre tua imagem neles e respondamos generosamente às suas necessidades. Os mansos, os que choram, aqueles que têm fome e estão necessitados de justiça…. Teu povo abençoado.
  • Neste ano de colaboração unimos nossos esforços, como Família Vicentina, sempre desejando ter este amor que é criativo até o infinito.
  • Que sejamos um povo agradecido que reconhece e aprecia nossa rica herança Vicentina e inspiremos a outros a unirem-se a nós como Padres, Irmãos, Irmãs e Leigos da Família Vicentina, numa rede de Caridade.
  • Que sempre possamos construir sobre nossos irmãos e irmãs Vicentinas que nos antecederam, unidos a eles que possamos um dia conhecer a alegria da vida eterna.
  • Senhor tem piedade de nós – Senhor tem piedade de nós.
  • Cristo tem piedade de nós – Cristo tem piedade de nós.
  • Senhor tem piedade de nós – Senhor tem piedade de nós.
  • Maria, Nossa Senhora da Medalha Milagrosa – Rogai por nós.
  • São Vicente de Paulo – rogai por nós.
  • Santa Luisa de Marillac – rogai por nós.
  • Santa Isabel Ana Seton – rogai por nós.
  • Santa Catarina Labouré – rogai por nós.
  • Santa Joana Antida Thouret – rogai por nós.
  • Beato Frederico Ozanam – rogai por nós.
  • Todos os santos da Família Vicentina – rogai por nós.
  • Senhor, têm misericórdia de nós – Senhor, salva o teu povo.
  • Tem misericórdia de nós pecadores – Senhor, escuta nossa oração.

Oremos:

Deus Poderoso, seja nossa luz, nossa verdade e o caminho que possamos seguir para continuar o trabalho que confiou à Família Vicentina.

R. Amém